PSG tem namoro antigo e vê Neymar como chave para afirmação na Europa

Marcel Rizzo e Pedro Lopes *

Do UOL, em São Paulo

A pré-temporada europeia mal começou e o enredo de 2016 se repete: Neymar é alvo do Paris Saint Germain, que pode pagar ao Barcelona a astrônomica multa rescisória de 220 milhões de euros. O namoro entre o clube francês e o craque brasileiro já dura quase três anos, mas, mais do que nas tentativas anteriores, dessa vez o atacante é uma peça fundamental no projeto de afirmação na Europa da equipe parisiense.

O UOL Esporte apurou que o elenco do PSG já foi avisado de que o clube trabalha por uma contratação bombástica. Houve em 2017 uma tentativa de aproximação com o português Cristiano Ronaldo, insatisfeito com problemas fiscais na Espanha, mas o negócio não caminhou.

Neymar tem na mesa, desde o ano passado, uma "proposta" dos franceses. Na verdade, o PSG deixou claro desde julho do ano passado que tem disposição para pagar a multa rescisória do atacante, e oferece um pacote que envolve salários próximos de 40 milhões de euros anuais, projetos milionários de marketing e até envolvimento como a cara do mundial de 2022 no Qatar – o time pertence a um grupo do país, o Qatar Sports Investment. A proposta de 2017 é a mesma de 2016: de acordo com quem cuida da carreira do jogador, ela nunca foi "retirada".

A principal mudança em relação ao ano passado está na urgência que o clube francês tem na chegada de um jogador que brigue pela posição de melhor do mundo. Com a saída de Zlatan Ibrahimovic, o PSG perdeu espaço dentro da própria França, onde viu o Monaco ficar com o titulo do campeonato. Na Liga dos Campeões, caiu diante do Barcelona, em uma das maiores atuações de Neymar com a camisa azul-grená. Em Paris, o brasileiro seria a pedra central de uma agressiva reconstrução para brigar pelo topo do futebol europeu.

Nesta terça, o Esporte Interativo cravou um acerto entre Neymar e PSG, e afirmou que o brasileiro está de mudança para Paris. A reportagem ouviu representantes de jogadores brasileiros que atuam no clube francês, e ninguém foi avisado de uma possível chegada de Neymar – quando os franceses contrataram Daniel Alves na última quarta-feira (12), os brasileiros do time já sabiam da chegada com vários dias de antecedência. Por enquanto, os amigos de Neymar têm pouca esperança em ver o negócio se concretizando, embora brinquem constantemente sobre uma possível chegada do camisa 10 da seleção brasileira.

O estafe de Neymar e o PSG não confirmam nenhum tipo de negociação, mas não negam oficialmente. O Barcelona, por sua vez, vem procurando mostrar confiança na permanência do jogador no Camp Nou, e descarta publicamente uma saída.

Neymar está em Ibiza ao lado de seu pai, responsável pela gestão de sua carreira. Segundo o cronograma do Barcelona, o brasileiro embarca nesta quarta-feira para os Estados Unidos, onde realizará a pré-temporada com o time catalão.

* colaboraram João Henrique Marques e Pedro Ivo Almeida

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos