Opinião: Barça ou PSG? O que vai ser melhor para Neymar?

Do UOL, em Santos (SP)

Qual será o destino de Neymar na temporada 2017/18? PSG ou Barcelona? Na última terça-feira (18), a emissora de televisão Esporte Interativo cravou que o atacante brasileiro trocará a Catalunha por Paris. O clube francês estaria disposto a pagar a multa rescisória de 222 milhões de euros (cerca de R$ 814 milhões) para contar com o jogador, que por enquanto se mantém calado sobre seu futuro.

E você, o que acha? Neymar deve continuar no Barcelona ou mudar de ares e acompanhar os brasileiros Thiago Silva e Marquinhos no PSG? Os blogueiros do UOL Esporte citam os prós e contras da possível transferência e contam o que fariam no lugar do craque. Confira:

ALEXANDRE PRAETZEL

É uma escolha que envolve dinheiro e possibilidade de ser o principal nome de um time ou ficar à sombra de Messi, ainda que numa equipe maravilhosa como o Barcelona. No PSG, Neymar dobrará o salário e terá grande influência nas decisões de vestiário, como líder do elenco, provavelmente. No Barcelona, está consolidado e tem ótimo relacionamento com todos, mas nunca conseguirá igualar Messi. Será coadjuvante do argentino. Messi renovou por cinco anos e Neymar sabe que o companheiro ficará em alto nível até 2023. Até lá, Neymar terá 30 anos e poderá perder a chance de vislumbrar uma tentativa de ser o melhor do mundo. Eu acho que ele deveria ficar no Barcelona, mas aspectos financeiros e pessoais podem superar qualquer realidade futebolística. Não dá para comparar Barcelona com PSG, hoje. Mas Neymar pode mudar esse cenário com um novo desafio. A conferir.

ANDRÉ ROCHA

Neymar pode ter notado que sua função no Barcelona até Messi se aposentar será correr muito pela esquerda, indo e voltando, sendo mais tático que protagonista. Se a ideia é ter mais liberdade e brilhar no aspecto individual a saída para o PSG pode ser interessante. No curtíssimo prazo, também há a chance de se desgastar menos na liga francesa que na espanhola e chegar na Copa do Mundo da Rússia voando para tentar ser campeão e o grande destaque individual, aumentando as chances de ganhar a sonhada Bola de Ouro. Sem contar que morar em Paris é e será sempre uma proposta sedutora. Mas fica a impressão, no longo prazo, que Neymar poderia marcar uma era no Barça pós Messi. Difícil opinar, mas este que escreve só tem uma certeza: se a decisão for meramente pelo aspecto financeiro será uma enorme pobreza. De espírito.

JUCA KFOURI

Neymar deve fazer o que achar melhor para ele. No PSG será a estrela do time e será ainda mais cobrado que no Barça. Sair da zona de conforto será um desafio extraordinariamente bem remunerado. Quem somos nós para dizer o que é melhor para ele?

MARCEL RIZZO

Deve ir para o PSG. Não pelo maior salário, mas porque esportivamente será melhor. Neymar tem que deixar de ser coadjuvante de Messi se quer ser o melhor jogador do mundo, seu objetivo. O PSG pode não ter o alcance do Barça, o Campeonato Francês pode não ter o marketing do Espanhol, mas com um time forte na França é possível brigar pelo título europeu, que alçaria Neymar, como protagonista no PSG, ao nível de Messi e Cristiano Ronaldo.

MAURO BETING

Neymar tem que ficar no Barcelona. Coutinho não precisava desfazer a parceria com Pelé para ser o maior jogador do mundo, até porque na época era diferente. Quando o Puskas chegou ao vestiário do Real Madrid, ele só entendeu que tinha que entrar depois do Di Stéfano na fila e formar uma parceria maravilhosa. Sei que é do século passado, as premiações individuais não contavam tanto, mas ainda o futebol é um esporte coletivo e o Neymar tem que entender que, com Messi e Suárez, a chance de título, de vitórias pessoais, de marketing, e de tudo mais, são mais importantes do que ir para o PSG, construir uma história, reconstruir um clube, ainda que tenha ótimos parceiros, cada vez mais - o próprio amigo Daniel Alves. Ele tem uma história maravilhosa na Catalunha que ele quis fazer e quis participar desde 2006, quando ele tinha 12 anos, e o pai, o estafe e todo mundo queria negociá-lo com o Real Madrid e ele falou: "não, vou jogar no Barcelona". Já está cumprindo esse sonho e, para esse sonho ir além, ele tem que ficar ao lado do Messi, do Suárez, do Iniesta e de quem mais chegar. Isso, claro, se eu fosse ele. Entendo os motivos dele, eventualmente, para sair, tem bilhões de motivos mesmo, literalmente, mais que o dobro do salário absurdo, mas como ele já tem a vida feita, eu acho que não é a grana. Claro que tem os motivos e desejos pessoais, mas, se sou ele, eu fico no Barcelona. Já está em um dos maiores clubes do mundo, pode até virar o jogo no PSG, mas se eu sou ele, fico no Barça.

MENON

Neymar deve sair e enfrentar um novo desafio esportivo: ser a referência do PSG em sua luta para subir de status e se transformar, de eterno candidato, a um campeão da Liga dos Campeões.

RICARDO PERRONE

Impossível responder por ele. Só Neymar sabe como se sente hoje no Barcelona, se tem vontade de jogar em outro time, se prefere desmanchar a parceria com Messi e quanto a proposta francesa é relevante para ele financeiramente. Olhando de fora, sem saber tudo isso, acredito que ficar na equipe mais forte, aproveitando a qualidade de Messi, entre outros companheiros excelentes, e no qual já domina o ambiente parece ser a melhor opção.

RODRIGO MATTOS

A escolha de Neymar depende de quais são suas prioridades na carreira. Se o seu objetivo é ganhar mais título, a permanência no Barcelona é a melhor opção: é o time mais forte e assim deve continuar. Se pensar em dinheiro e em destaque individual, o Paris Saint-Germain deve ser o seu caminho já que lá será "dono do time". Mas que não se iluda achando que isso facilitará uma escolha para melhor do mundo: terá de superar Messi e Cristiano Ronaldo de qualquer forma.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos