Meia do Atlético de Madri revela assédio por santistas e "explica" Simeone

Samir Carvalho

Do UOL, em Santos (SP)

  • Pedro Ernesto Guerra Azevedo/Santos FC

    Caio Henrique atuou sete temporadas na base do Santos antes de jogar na Espanha

    Caio Henrique atuou sete temporadas na base do Santos antes de jogar na Espanha

O meia Caio Henrique, revelado pelo Santos e que atua no Atlético de Madri, revelou que os jogadores santistas são sempre comentados internamente no clube espanhol. O lateral Zeca, inclusive, já recebeu proposta oficial dos espanhóis. Em entrevista exclusiva ao UOL Esporte, o atleta fala de possíveis transferências de brasileiros para o seu clube e também de sua relação com o técnico argentino, Diego Simeone.

Caio Henrique atuou por sete temporadas nas categorias de base do Santos e era visto como o substituto de Lucas Lima a curto prazo na equipe profissional. No ano passado, no entanto, o meia recusou aumento salarial, repasse de direitos econômicos e promoção imediata aos profissionais para se transferir para o Atlético de Madri.

Após completar uma temporada na equipe de Simeone, Caio Henrique acredita que fez a escolha certa e, agora, mira a titularidade no time de Madri.

Confira a entrevista completa com Caio Henrique:

UOL Esporte: Como está a sua adaptação no futebol espanhol?
Caio Henrique:
Esse primeiro ano foi de bastante aprendizado, tanto dentro de campo como fora, me transferi ano passado ao Atlético Madri. País novo, eu senti um pouco também. Senti bastante por causa do frio, o idioma também. Mas hoje, com um ano e meio vivendo ali, já estou adaptado.

UOL Esporte: Sua perspectiva nesta temporada. Dá para ser titular?
Caio Henrique:
Pretendo fazer uma boa pré-temporada, me preparar bem, pois é uma temporada muito larga né? E nos treinamentos buscar meu espaço quando vier.

UOL Esporte: Como é o seu relacionamento com o Simeone (técnico do Atlético de Madri)?
Caio Henrique:
Nosso treinador, sempre passa orientações para nós, dizendo o que tenho de melhorar e evoluir. A gente sempre procura focar e aprender com ele, pois ele viveu, foi jogador do Atlético. Esta sendo uma experiência maravilhosa para mim.

UOL Esporte: Ele pega cobra muito?
Caio Henrique:
 Sim. Ele é um típico argentino, sempre passa para gente aquela coisa da garra, da vontade argentina, um cara que não gosta de perder, pode ser no treino ou no jogo. É uma mentalidade bastante vencedora e a gente se espelha bastante nele.

UOL Esporte: Você acha que evoluiu na Espanha? Seu futebol mudou?
Caio Henrique:
Quando saí do Brasil, os treinadores que passaram pelo Santos diziam que eu não tinha muita intensidade. Hoje na Europa eu sou um novo jogador, adquiri essa intensidade, esse ritmo europeu. Isso está ajudando bastante nas minhas qualidades técnicas.

UOL Esporte: Você era visto como o substituto do Lucas Lima no Santos. Por que não esperou para chegar ao profissional?
Caio Henrique:
Sempre tive o sonho de jogar pelo Santos, foi onde comecei, sou grato ao Santos. Foi uma decisão minha e da minha família, era uma oportunidade que estava tendo, que poucos jogadores têm nesta idade. Era um passo importante que estava dando na minha carreira, sentamos e conversamos e foi a melhor coisa a ser feita no momento.

UOL Esporte: Você acha que faltou oportunidades?
Caio Henrique:
O Santos todos os anos lança jogadores. A oportunidade viria mais rápida, mas foi uma questão de escolha, minha, da minha família, e a gente viu que era melhor eu me transferir.

UOL Esporte: Você fez boa parceria com quais atletas do Santos na base?
Caio Henrique:
Eu joguei bastante tempo com o Gabigol (Internazionale, da Itália) e o Thiago Maia (Lille, da França).

UOL Esporte: Você é consultado dentro do Atlético Madri sobre os brasileiros que atuam no Santos?
Caio Henrique:
Sim, sempre que sai no noticiário que alguns jogadores do Santos estão para sair para Europa, o pessoal pergunta, procura saber informações, ainda mais quando são jogadores que jogaram comigo na base do Santos. Claro, os jogadores brasileiros são super-vistos lá fora, ainda mais depois das Olimpíadas valorizou ainda mais os jogadores brasileiros. Eles estão sempre procurando saber.

UOL Esporte: Simeone chegou a falar com você sobre os santistas?
Caio Henrique:
Não, sobre isso não. É mais diretivo que trata disso.

UOL Esporte: O Zeca já recebeu proposta do Atlético Madri. Sabe se ele jogará lá?
Caio Henrique:
 Sobre o Zeca, o que fiquei sabendo é pela internet, ninguém chegou a falar nada sério comigo, perguntar. Interesse sempre há de clubes europeus, ainda mais depois que se destacou nas Olimpiadas. É um grande jogador, eu tive o prazer de trabalhar. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos