Micale chega ao Atlético sob desconfiança da torcida e sem contrato longo

Victor Martins

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Lucas Figueiredo/MoWA Press

    Rogério Micale assinou contrato com o Atlético apenas até dezembro

    Rogério Micale assinou contrato com o Atlético apenas até dezembro

Durante a manhã dessa sexta-feira o Atlético-MG anunciou Rogério Micale como o técnico do time para a sequência da temporada. Bastou a confirmação oficial do que já era especulado horas antes para a torcida mostrar reprovação pela escolha do novo comandante. Fato que faz com que Rogério Micale volte à Cidade do Galo bastante pressionado.

Treinador da equipe sub-20 do Atlético entre 2009 e 2015, Micale conhece muito bem o clube. Chega para comandar o time em um momento importante da temporada. A estreia vai ser contra o Botafogo, no duelo de volta pelas quartas de final da Copa do Brasil. Duas semanas depois vai ser a vez de receber o boliviano Jorge Wilstermann, pelas oitavas de final da Copa Libertadores.

Mas era o que deseja o treinador: um desafio. Nome marcado pelo longo trabalho nas categorias de base e pela conquista do ouro olímpico, nos Jogos Rio-2016, Rogério Micale já havia definido que não voltaria mais a trabalhar na formação de jogadores. Após ser demitido do comando da seleção brasileira sub-20, em fevereiro, o treinador decidiu que a partir de então só comandaria equipes profissionais.

"Acho que cumpri bem o meu papel na base. Consegui conquistar aquilo que seria o nível mais alto, que é a medalha de ouro nos Jogos Olímpicos. Trabalhar nas categorias de base foi minha faculdade, e estou nela há mais de 15 anos. Agora, eu me sinto apto e preparado para assumir novos desafios", declarou Micale em entrevista publicada pelo Jornal O Tempo três dias antes de ser confirmado como técnico do Galo.

E suporte para que Rogério Micale tenha sucesso no primeiro desafio no comando de uma equipe profissional não vai faltar. Ao todo, são 12 jogadores do atual elenco atleticano que trabalharam com o treinador na época da base. Além disso, Micale vai ter Diogo Giacomini como auxiliar. Entre 2009 e 2015 os dois tiveram uma relação muito próxima, como revela Giacomini, que vai comandar o time neste domingo, contra o Vasco, às 19h, no Independência.

"Micale é um amigo. Ele fez um trabalho de excelência aqui no Atlético. Trabalhamos juntos. Ele deu muitos frutos ao clube. O clube acerta em cheio na contratação de um profissional que vai agregar muito ao trabalho. Ele chegou em 2009 para dirigir o sub-20, e eu era do sub-17. Sempre tivemos uma boa relação".

Apoio que vai ser dado também pelos jogadores mais experientes. De acordo com Fred, o novo treinador do Atlético vai encontrar um grupo que quer ser campeão. "Nosso elenco quer ganhar, se respeita e se ajuda. Aqui dentro não tem problema nenhum, estamos nos blindando, pois, qualquer montagem ou mentira vira uma verdade. O Micale vai encontrar um grupo que quer vencer", comentou o atacante.

Desafio também na busca por um contrato maior. Rogério Micale é o quarto treinador contratado pelo presidente Daniel Nepomuceno. Mas com uma diferença em relação aos anteriores. Micale chega com vínculo somente até dezembro, de apenas cinco meses, enquanto Diego Aguirre, Marcelo Oliveira e Roger Machado tinham acordos superiores a um ano.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos