Time do coração, extracampo e forma de jogo: o novo reforço do Cruzeiro

Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Reprodução Instagram

    Messidoro assina contrato de empréstimo com o Cruzeiro até dezembro de 2018

    Messidoro assina contrato de empréstimo com o Cruzeiro até dezembro de 2018

Contrapeso na negociação que culminou na ida de Ramón Ábila para o Boca Juniors, da Argentina, Messidoro assinou empréstimo com o Cruzeiro até dezembro de 2018. O meia-atacante de 20 anos ganhou fama no Brasil por balançar a rede do Atlético-MG na fase de grupos da Libertadores. Mas ainda é desconhecido do público local.

O UOL Esporte prepara uma lista explicando o estilo de jogo, a postura fora dos gramados e algumas curiosidades da vida do novo reforço da Raposa.

Forma de atuar

Divulgação/Sport Boys

Alexis Messidoro atua como meio-campista. Ele é tido como um organizador de jogo. Na Argentina, é o típico "enganche". Ao menos é definido assim pela imprensa local.

Nicolás Migliavacca, setorista do Boca Juniors no Diário Olé, e Martin Lemos, da Rádio Cadena Uno AM 1240, atenderam à reportagem para falar sobre o estilo de jogo do atleta.

"Ele é um típico camisa 10. Tem velocidade, mas não é tão rápido. Finaliza bem, tem boa condução de bola. Gosta de jogar centralizado, no meio de campo, como um enganche. Ele, agora, tem melhor condicionamento físico, o que ajuda", relatou Migliavacca.

"Ficou muito famoso nas divisões de base do Boca Juniors por conta de seu apelido. A semelhança com o nome do Messi ajudou nisso. Mas é preciso dizer que não é parecido com o Messi", acrescentou.

Martin Lemos também fez sua análise sobre a forma de atuar do atleta: "Joga como um organizador de jogo, como meio-campista. É um atleta vertical, com muita qualidade técnica. Ele chega bem à área adversária e tem como ponto forte a finalização. Era o grande destaque das categorias de base do Boca", disse o jornalista.

Vida extracampo

Aos 20 anos, Messidoro é considerado um talento precoce pelos jornalistas que cobrem o cotidiano do Boca Juniors. O rápido amadurecimento, contudo, não se limita à vida dentro das quatro linhas. Fora de campo, o jogador também teve que assumir responsabilidades desde cedo.

Casado com Bel Balbuena, o meio-campista que assina com o Cruzeiro até o fim do ano é pai de duas crianças. A garota Ale Messidoro, de um ano, e o recém-nascido Ramiro Lionel Messidoro são os filhos do atleta. Ambos o acompanham ao lado de sua esposa na mudança para Belo Horizonte.

Paixão por pequeno clube argentino

 

¡ Sonríe ! Hoy es un día Excelente Para estar Orgulloso de Ser Quién ERES

Uma publicação compartilhada por ??Isa Rami?? (@alexis_messidoro)

em

Nascido em José Clemente Paz, cidade de 230 mil habitantes, Messidoro deu os seus primeiros passos no futebol no Lourdes, modesto time do país hermano. O passagem no clube ocorreu durante a categoria infantil. Em sua passagem pelo local, destacou-se e acabou chamando a atenção do Club Almagro, que disputa a Terceira Divisão do país. Em um teste pelo time da capital, o jovem precisou de apenas cinco minutos para chamar a atenção do Boca Juniors.

O curioso é que o clube que carrega no coração e no braço esquerdo - por meio de uma tatuagem - é o pequeno Lourdes. Em suas publicações nas redes sociais, é possível ver o desenho feito no corpo.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos