Gabriel Jesus revela conselho de Egídio e "explica" ligação de Guardiola

Do UOL, em São Paulo (SP)

  • Cesar Greco/Ag Palmeiras

    Egídio e Gabriel Jesus durante treinamento do Palmeiras em 2015

    Egídio e Gabriel Jesus durante treinamento do Palmeiras em 2015

Gabriel Jesus hoje é sinônimo de sucesso. Mas não era assim há três anos. Apesar de sempre ser considerado um dos grandes talentos das categorias de base do Palmeiras, o jovem atacante não chegou a conquistar um título antes de subir para o profissional e até mesmo chegou a pensar que nunca ergueria um troféu. O desabafo foi feito para o lateral-esquerdo Egídio, que deu forças ao garoto e foi fundamental na sua mudança de pensamento. Quem explica é o próprio Gabriel.

"Esse ano foi bem triste (2014), porque tiramos o Corinthians (quartas), São Paulo (semi) e perdemos para o Santos na final. Ganhamos a primeira decisão por 2 a 1 e perdemos a segunda também por 2 a 1. Nós erámos donos da melhor campanha por toda a competição, mas na última semifinal, o Santos goleou e assumiu esse posto e foi campeão por isso", lembrou Jesus em entrevista à ESPN Brasil, antes de revelar a conversa com Egídio.

"Lembro de uma conversa com o Egídio, em 2015. Estava chorando e cheguei a falar para ele: 'pô, eu sempre perdi, nunca fui campeão de nada, nem na base, não vou ser...' Mas ele me falou: 'não, fica tranquilo, você vai ganhar, não pode ficar com esse pensando. Se continuar assim, aí é que vai continuar perdendo'. E aí foi o ano que ganhamos a Copa do Brasil e, no outro ano, o Brasileiro", acrescentou Jesus.

Durante a conversa descontraída, um fato não poderia passar batido. Zé Elias, ex-jogador e convidado do programa, pediu mais detalhes sobre a famosa ligação de Pep Guardiola para pedir que Jesus aceitasse se transferir para o Manchester City. Ao contrário do que muitos pensam, o camisa 9 da seleção brasileira explicou que não foi uma surpresa, que aquilo já estava programado.

"Foi um pouco mais planejado do que as pessoas costumam falar. Eu já estava esperando essa ligação naquele dia, estava combinado. Estava em casa, com minha família, ele me ligou, conversou comigo, mas não deu para entender muita coisa (risos). Deu para entender que ele contava comigo, que eu iria ser muito importante lá. Isso, para um jogador, dá muita confiança. Ainda mais sendo o Guardiola, um treinador que muitos jogadores sonham em trabalhar. Foi o que deu para falar (risos)."

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos