Allianz Parque tem treinamento antiterrorismo com bombas e 30 policiais

Do UOL, em São Paulo

O Allianz Parque foi palco de um treinamento antiterrorismo nesta segunda-feira (24). Na atividade, o Grupo de Ações Táticas Especiais (GATE) da Polícia Militar de São Paulo utilizou explosivos de verdade para simular o ataque.

Em uma das ações, um terrorista atirava indiscriminadamente nas vítimas na arquibancada da arena. Os policiais, então, invadiam o local e matavam o criminoso. Depois, uma simulação com reféns foi feita e, por último, uma vistoria no estádio vazio, em que uma ameaça terrorista era encontrada e posteriormente detonada.

Participaram da atividade cerca de 60 pessoas, sendo 30 policiais. "O terrorismo é algo presente no mundo, uma preocupação de todos os países. Apesar de não ocorrer frequentemente atos terroristas no Brasil, não é algo impossível de acontecer. Por essa razão, temos que estar sempre preparados para qualquer tipo de ameaça e investimos constantemente no mercado de segurança", explicou Eduardo Rigotto, gerente geral do Allianz Parque.

Além das partidas do Palmieras, o Allianz Parque se prepara para sediar diversos shows nos próximos meses. Entre eles, Bon Jovi (23/09), Paul McCartney (15/10) e Coldplay (07/11).

Divulgação

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos