Após consulta à CBF, Ponte Preta desiste de contratar atacante

Do UOL, em Santos (SP)

  • PontePress

    Zé Roberto chegou até a fazer exames no Moisés Lucarelli

    Zé Roberto chegou até a fazer exames no Moisés Lucarelli

Anunciado na semana passada como reforço, o atacante Zé Roberto não voltará a vestir a camisa da Ponte Preta. O clube campineiro informou nesta segunda-feira (24) que teve de abrir mão da contratação do jogador por conta do regulamento da Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

De acordo com a CBF, a Ponte Preta já alcançou o limite de transferências entre clubes da Série A, que são cinco: Negueba (Atlético GO); Claudinho (Corinthians), Léo Artur (Corinthians), Danilo (Atlético-MG) e Maranhão (Fluminense).

"Pela avaliação inicial do Departamento de Registros da Ponte e o Departamento Jurídico, havia o entendimento de que o atleta Negueba não entrava na contagem para o limite legal de cinco atletas transferidos de clubes de série A para série A, já que ele havia feito uma rescisão de contrato com o Atlético Goianiense em vez de ter vindo com o contrato vigente", comunicou o clube.

"Para o clube não correr riscos, porém, a Ponte fez uma consulta à CBF e ela informou que, no entender do órgão, Negueba contava, sim, como uma transferência. Desta forma, o limite já tinha sido atingido e Zé Roberto não poderia ser inscrito, uma vez que a Ponte tinha então os cinco atletas transferidos dentro da série A", acrescentou.

Esta seria a segunda vez que Zé Roberto jogaria pela Ponte Preta – ele passou pelo clube no segundo semestre de 2016. Com a negativa, ele inicialmente retorna ao Bahia – após passagem pelo Criciúma.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos