Menino que se perdeu em barbárie de São Januário vai até BH para ver Vasco

Pedro Ivo Almeida

Do UOL, no Rio de Janeiro

  • Divulgação

    Carlos Henrique imita comemoração de Paulo Victor, do Vasco, antes da viagem

    Carlos Henrique imita comemoração de Paulo Victor, do Vasco, antes da viagem

A vitória do Vasco por 2 a 1 diante do Atlético-MG, no último domingo (23), pela 16ª rodada do Brasileirão, teve um sabor especial para um torcedor vascaíno. Carlos Henrique, de 8 anos, tornou-se conhecido após se perder do pai em São Januário durante as cenas de violência do clássico com o Flamengo, no último dia 8. Duas semanas depois, ele foi até Belo Horizonte ver o time do coração pela primeira vez depois do trauma. E não se arrependeu.

Apesar do susto em São Januário, Carlos Henrique pediu a seu pai, Carlos, para que voltassem novamente a um estádio para acompanhar o Vasco. Fã dos garotos da base do Vasco, o garoto tem até uma foto onde imita a comemoração de um gol de Paulo Vitor, colocando as mãos em volta do olho.

Arquivo Pessoal
Carlos Henrique e seu pai do lado de fora do Estádio Independência, em Belo Horizonte

Ao lado de seu pai, o menino de oito anos viajou de van a Belo Horizonte e pôde ver os dois gols de Paulinho, outra revelação vascaína que assegurou a vitória fora de casa com dois gols no Independência. Além disso, antes da partida, o garoto foi ao hotel onde os atletas do Vasco estavam hospedados e encontrou com os jogadores.

"Ele estava animado desde o início da semana, só falava da viagem. Saímos na madrugada, ele veio dormindo. Quando acordou, viu o estádio, ficou animado. Pediu para ir ao hotel, tirou fotos com os jogadores. Quando entramos na arquibancada, ele não parou de cantar um minuto. Estava muito feliz", disse Karina Alves, de 20 anos, amiga da família, que acompanhou Carlos com o pai durante toda a viagem.

Carlos Henrique estava presente no clássico que terminou em confusão e uma morte fora do estádio. Após o apito final da vitória flamenguista por 1 a 0, torcedores começaram forçar a entrada no gramado e arremessaram objetos em direção ao campo. A Polícia Militar reagiu com bombas de gás lacrimogênio, criando clarões na arquibancada de São Januário. Na confusão, pessoas tentavam entrar nos camarotes para se proteger da situação. Carlos Henrique se perdeu do pai e foi resgatado pela equipe do UOL Esporte, que conseguiu reuni-lo à família momentos depois. 

Depois do jogo do último domingo, em Belo Horizonte, Carlos Henrique falou da sua experiência no Independência em um vídeo gravado pelo pai para a reportagem. Além de mostrar empolgação com a viagem, ele ainda abre um sorriso ao falar do Vasco e suas perspectivas na temporada (veja abaixo).

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos