PGR envia pedido de documentos à Espanha de acusação contra Teixeira

Rodrigo Mattos

Do UOL, no Rio de Janeiro

  • Reuters

A Procuradoria Geral da República enviou nesta segunda-feira à Justiça da Espanha uma requisição de todos os documentos da acusação contra o ex-presidente da CBF Ricardo Teixeira. Ele é réu no país espanhol por suposto desvio de dinheiro da seleção brasileira por meio de comissões ilegais. Já tinha chegado ao Brasil na sexta-feira a ordem de prisão internacional contra o ex-dirigente.

A requisição de documentos foi feita pela Procuradoria para preparar um processo contra Teixeira no Brasil. Pelo tratado de extradição entre o país e a Espanha, ele não pode ser mandado para outro país como nacional, mas pode ser processado por aqui se a legislação tiver previsão do crime.

Teixeira é acusado de lavagem de dinheiro de comissões recebidas por amistosos da seleção brasileira em contrato com a ISE. Para isso, foi utilizada uma rede de empresas em vários países em associação com o ex-presidente do Barcelona Sandro Rosell, que está preso. Foram desviados da CBF 15 milhões de euros, segundo a Justiça Espanhola.

O crime de lavagem de dinheiro é previsto na legislação brasileira. Após a chegada dos documentos no Brasil, esses serão enviados ao Ministério Público Federal do Rio de Janeiro. Os procuradores cariocas vão decidir qual o enquadramento e se caberá um pedido imediato de prisão para Teixeira no país.
 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos