Atraso, camisa contada e uniforme velho: Flu vira página com nova parceira

Leo Burlá

Do UOL, no Rio de Janeiro

  • Mailson Santana/Fluminense

    Nova coleção de camisas do Fluminense foi lançada na última sexta-feira

    Nova coleção de camisas do Fluminense foi lançada na última sexta-feira

De roupa nova desde a partida contra o Corinthians, o Fluminense espera também ter deixado velhos problemas para trás com o fim do relacionamento com sua antiga fornecedora de material esportivo.

Quando foi assinado, o contrato com a Dry World parecia ser uma tábua de salvação. O vínculo, que renderia ao Tricolor cerca de R$ 110 milhões até o fim de 2020, revelou-se, no entanto, um verdadeiro pesadelo para o clube, que hoje trava batalha judicial para reaver os danos causados pela empresa canadense.

Não bastassem os atrasos e o posterior calote nos repasses do dinheiro mensal devido, o Flu sofreu com a falta de material nas lojas. A Dry World nunca conseguiu regularizar a produção e encontrar uniformes tricolores nas grandes redes era missão quase impossível para o torcedor. Durante toda a parceria, apenas uma coleção foi lançada.

Não bastassem as dificuldades para atender a demanda externa, a Dry World falhou também com seus compromissos com o Tricolor. Como o fornecimento foi interrompido, o time profissional viu a fartura de camisas acabar. Já nos últimos meses dos canadenses nas Laranjeiras, o elenco tinha apenas uma camisa disponível por jogo. Na partida contra a Chapecoense, por exemplo, o time jogou de branco por ter mais destes modelos disponíveis em estoque.

Com a chegada da Under Armour, o Flu crê que estes problemas fazem parte do passado. Com os americanos, a expectativa é que todas as categorias de base e os esportes olímpicos sejam vestidos pela multinacional. Por falha da Dry World, diversas equipes tricolores ainda usam uniformes produzidos pela Adidas, gigante alemã que deixou o clube ainda em 2015.

Mailson Santana/Fluminense

"O Fluminense volta ao topo com a Under Armour, uma empresa que é gigante. A camisa do Fluminense logo estará em todas as redes. O que aconteceu com a antiga fornecedora é um problema superado", afirmou André Mizrahi, diretor de marketing do Tricolor.

Pelo novo acordo, o Flu receberá um percentual oriundo das receitas líquidas geradas pela venda de produtos. O acordo é válido por três anos e a marca se compromete a não assinar com nenhum outro clube do Rio de Janeiro neste período. Os novos uniformes foram lançados na última sexta-feira e o evento reuniu centenas de torcedores em um shopping da Zona Sul do Rio.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos