Com proposta do Vitória, Carpegiani aguarda definição do futebol chinês

Roberto Oliveira

Colaboração para o UOL, em Recife

  • Divulgação/Site oficial do Vitória

    Carpegiani teve duas passagens pelo Barradão, em 2009 e 2012

    Carpegiani teve duas passagens pelo Barradão, em 2009 e 2012

Paulo César Carpegiani esteve muito perto de ser anunciado como novo treinador do Vitória no fim de semana passado. Um proposta do futebol chinês, no entanto, travou a negociação. Em entrevista ao UOL Esporte, o treinador explicou as tratativas com o clube baiano e disse que aguarda definições sobre seu futuro.

"Houve um contato do Vitória e teve definições, só que quando foi feito esse contato, eu tinha uma possibilidade de ir pro futebol chinês. Fui muito franco e falei com a direção. Houve uma definição para eu tomar uma posição e desfazer o negócio lá [na China], houve um acordo com uma série de detalhes. Isso foi na sexta passada, e o pessoal queria anunciar no final do jogo [contra a Chapecoense, no sábado] a minha contratação", contou Carpergiani, 68.

O que faltou, então, para o experiente treinador ser anunciado como novo comandante do Vitória?

"Eu tratei de puxar essa definição com a China, só dependia desse cancelamento. Quando fui descartar a China, fui informado pelo meu representante que o treinador lá caiu e houve essa possibilidade de assumir. Eu estava acertado com o Vitória, mas abriu-se essa possibilidade e financeiramente é incomparável. Então no final do jogo liguei pro Pet [então diretor de futebol] e disse que queria negociar. Comuniquei a direção do Vitória, para deixá-la em total liberdade", explicou.

Após a derrota para a Chapecoense, no Barradão, no fim de semana passado, alguns veículos de comunicação baianos chegaram a cravar a contratação de Carpegiani. O próprio técnico interino, Flávio Tanajura, desejou boa sorte ao suposto novo comandante, após ouvir da imprensa local que a negociação havia sido selada. O então diretor de futebol, Petkovic, porém, concedeu entrevista coletiva após a partida negando a contratação.

Questionado pela reportagem qual seria a equipe chinesa, Carpegiani preferiu não expor a negociação. Mas destacou que nem descartou a proposta do Vitória nem se definiu pelo futebol chinês.

"Não recusei proposta nenhuma do Vitória, houve essa indefinição. Estou discutindo ainda, não defini nada."

Além de Paulo César Carpegiani, que acumula em sua longa carreira duas passagens pelo Barradão, outro nome que surgiu como opção para assumir o Vitória foi o de Vagner Mancini, que reside atualmente em Salvador. A demissão de Petkovic do cargo de diretor executivo, porém, deve atrasar um pouco a definição do treinador, já que o sérvio estava à frente das negociações. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos