Relator do STJD rejeita embargos do Coritiba para reduzir gancho de Kleber

Napoleão de Almeida

Colaboração para o UOL

  • Guilherme Artigas/Fotoarena/Estadão Conteúdo

    Kleber foi punido por transgressões no jogo entre Coritiba e Bahia

    Kleber foi punido por transgressões no jogo entre Coritiba e Bahia

O auditor Antônio Vanderler de Lima, relator do caso do atacante Kleber no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), rejeitou nesta quarta-feira (26) os embargos de declaração do Coritiba que pedem redução da pena do jogador, condenado a 15 jogos de suspensão por cuspir e agredir um adversário em jogo contra o Bahia, em 15 de junho.

Na decisão, o relator afirmou que "as infrações cometidas pelo atleta foram gravíssimas" e que "o resultado do julgamento, que manteve as 15 partidas aplicadas em primeira instância, se deu em perfeita sintonia e sem nenhuma irregularidade".

O Coritiba já havia recorrido ao Pleno do STJD para reduzir a suspensão de Kleber, mas a segunda instância do tribunal rejeitou o recurso.

Apesar da rejeição do relator, o caso segue vivo no tribunal. O Coritiba está com uma equipe jurídica no Rio de Janeiro e tentará um pedido de revisão do processo nesta quinta-feira (27). A intenção do clube é buscar um acordo para que Kleber cumpra apenas oito jogos de suspensão (já cumpriu sete), além de tentar a conversão dos restantes em multa, proporcional aos jogos que restam (outros oito), baseada na proposta inicial do próprio STJD, de R$ 230 mil.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos