Corinthians roda elenco, mantém padrão e ganha fôlego para duelo com o Fla

Diego Salgado

Do UOL, em São Paulo

  • Paulo Whitaker/Reuters

    Corinthians avançou na Sul-Americana mesmo sem alguns titulares

    Corinthians avançou na Sul-Americana mesmo sem alguns titulares

O Corinthians conseguiu avançar na Copa Sul-Americana ao derrotar o Patriotas-COL por 2 a 0 na última quarta-feira, em Itaquera. De quebra, alguns jogadores do elenco, poupados ou com poucos minutos em campo, ganharam fôlego para a partida contra o Flamengo no próximo domingo.

Rodriguinho, Romero e Fagner, por exemplo, não ficaram nem no banco de reservas. Jô, por sua vez, atuou só nos últimos 15 minutos da partida contra os colombianos. O quarteto vai reforçar o time diante do Flamengo, em jogo importante do Campeonato Brasileiro.

Segundo o técnico Fábio Carille, os jogadores poupados estavam com problemas físicos, mesmo que leves. Rodriguinho sentia dores na panturrilha, enquanto Jô, de acordo com o treinador, tinha um desgaste na coxa.

"A questão do Fagner... Nos assustamos no banco quando colocou a mão no joelho contra o Fluminense. É inflamação, nada sério, expectativa de jogar domingo. Romero tem um pequeno edema no adutor, deve estar amanhã ou sexta no campo. Ficamos só sem Jadson e Pablo para domingo", disse o técnico.

Com o triunfo por 2 a 0 (gols de Balbuena e Pedrinho), o Corinthians ainda aumentou a série invicta na temporada 2017. Agora são 31 jogos sem perder, a segunda melhor marca da história do clube.

Marcello Fim/Raw Image/Estadão Conteúdo
Balbuena marcou o quinto gol em 2017

Time mantém padrão

Sem Fagner e o trio titular do ataque, Carille optou pela entrada de Léo Príncipe, Marquinhos Gabriel, Clayton e Kazim contra o Patriotas. Nessa nova formação, Giovanni Augusto, que substituiu Jadson contra o Fluminense, atuou centralizado na linha de três do 4-2-3-1.

Marquinhos jogou aberto à direita, com Clayton à esquerda e Kazim na referência. Com o mesmo padrão, o time pouco sentiu as ausências, sobretudo no primeiro tempo. Na etapa inicial, mostrou as características habituais, com compactação, triangulação e rápida recomposição pelos lados.

"Fico feliz [com a atuação dos reservas]. Sabemos que o time vai errar mais que o normal. Eram quatro jogadores de frente que não vêm jogando. Tudo dentro da normalidade. É uma dor de cabeça boa. O campeonato se afunila e sabemos que teremos problemas. É bom contar com todos", ressaltou Carille.

Na etapa final, o técnico fez três substituições: Jô, Pedrinho e Camacho entraram nas vagas de Giovanni Augusto, Clayton e Kazim, respectivamente. O time caiu de produção e levou até alguns sustos do Patriotas, que precisava chegar ao empate por 1 a 1 para levar a decisão para os pênaltis. Para Carille, o cenário já era esperado.

Daniel Vorley/AGIF
Pedrinho comemora o primeiro gol pelo time profissional do Corinthians

"Mudou os três de trás do camisa 9. Isso dificultou. Eu falei: vamos errar mais do que o normal. Isso dificultou a participação do Kazim, mas é jogador de frente que precisa de jogo, treina forte, entrando com uma equipe mais entrosada o rendimento dele poderia ter sido melhor", explicou.

Liderança folgada

O Corinthians entrará em campo contra o Flamengo às 16h (de Brasília). Em Itaquera, o time defende uma liderança folgada - são oito pontos em relação ao Grêmio, dez sobre o Santos e 12 para o rival deste domingo.

A equipe de Carille ainda verá o vice-líder enfrentar o terceiro colocado: o duelo entre Grêmio e Santos acontecerá no mesmo dia, mas terá início às 19h (de Brasília).

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos