Jogadora pega suspensão de 180 dias por cusparada em árbitro no Brasileiro

Bruno Freitas

Do UOL, em São Paulo

A atacante Darlene de Souza Reguera foi punida com 180 dias de suspensão na última quarta-feira, em razão de uma cusparada desferida no árbitro Rodrigo Gomes Paes Domingues, em partida do Campeonato Brasileiro feminino, entre Rio Preto e Corinthians. A defesa da atleta ainda tentará recorrer da pena no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD).

O incidente aconteceu no último dia 9 de julho, quando o Corinthians derrotou o Rio Preto por 1 a 0 e assegurou uma vaga na decisão do torneio. Ao final da partida, incomodada como o tratamento recebido por parte da arbitragem, Darlene cuspiu no rosto de Paes Domingues.

"Ela pegou 360 dias, mas conseguimos reduzir para 180, já que a legislação prevê redução pela metade em casos envolvendo categorias amadoras. Mas ainda vamos recorrer. Quem sabe com que ela cumpra parte da pena e compense a outra com alguma ação social ou alguma doação", afirmou Osvaldo Sestário, advogado que defendeu o Rio Preto, em contato com a reportagem.

A jogadora do Rio Preto foi punida com base no artigo 243-C do Código Desportivo, que castiga atletas que "atuem de forma contrária à ética desportiva" e que "ameace alguém, por palavra, escrito, gestos ou por qualquer outro meio, a causar-lhe mal injusto ou grave".

Darlene esteve presente no julgamento e demonstrou arrependimento do ato. Dias antes, através de um perfil nas redes sociais, a atacante do Rio Preto pediu desculpas publicamente pelo gesto em campo:

"Peço desculpas aos torcedores, todos que acompanham minha carreira e torcem por mim, ao meu time, aos nossos patrocinadores, à CBF, e, principalmente, ao árbitro. Acabei me descontrolando e agi por impulso. Peço desculpas, com toda sinceridade. Tenho muito orgulho em defender o Rio Preto, de fazer parte dessa equipe e de todas as conquistas dos últimos anos. Posso ter exagerado na defesa e na proteção desta equipe que tanto me orgulho. Minha garra e vontade de vencer podem ter sido maiores do que os limites da sensatez e do fairplay. Agradeço a compreensão de todos que me apoiaram neste momento delicado da minha carreira". 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos