Com tumor no testículo, Ederson, do Fla, tem cirurgia bem-sucedida

Leo Burlá

Do UOL, no Rio de Janeiro

  • Gilvan de Souza/ Flamengo

    Ederson ficará temporariamente afastado do clube para tratamento contra tumor

    Ederson ficará temporariamente afastado do clube para tratamento contra tumor

Após revelar um tumor no testículo, o meia Ederson, do Flamengo, passou por uma cirurgia na manhã desta sexta-feira (28), em um hospital em Copacabana, zona sul do Rio de Janeiro. O procedimento, que foi considerado bem-sucedido, durou cerca de 40 minutos e foi necessário para que se realize uma biópsia do local. O jogador se manteve acordado após a operação e está na companhia de sua mulher.

Retirou-se o testículo direito e implantou-se uma prótese. O material biopsiado será encaminhado para análise onde se saberá o tipo e o tamanho da lesão, algo que deve durar cerca de uma semana. Já é de conhecimento, no entanto, que o tumor é maligno.

"O tumor é maligno. Agora aguardamos os demais resultados para saber se o problema se espalhou por outras regiões", informou o cirurgião Franz Campos, que esteve na companhia do oncologista Diogo Rosa.

O médico ressaltou também que a tendência é a de que o meia passe por um tratamento de quimioterapia:

"Muito provavelmente ele será submetido à quimioterapia por dois a três meses. Começamos uma guerra agora, a primeira batalha foi vencida. O índice de cura nesses casos é de 90%. Nossa expectativa é a de que ele volte aos campos o mais rapidamente possível para dar alegrias para a torcida do Flamengo".

Leo Burlá / UOL Esporte
Cirurgião Fraz Campos (e) e médico rubro-negro Márcio Tannure (d) após a cirurgia

Chefe do departamento médico do Flamengo, Márcio Tannure adotou a cautela no processo de recuperação do meia:

"A volta aos treinos só acontecerá quando houver a alta médica, que fique bem claro. Primeiro estamos preocupados em tratar da lesão dele. Depois vem a carreira dele, que é o seu sustento. Para o Ederson o apoio de todos os clubes foi importante neste processo".

A descoberta veio através de um exame antidoping, no qual o atleta terminou flagrado com o aumento da substância HCG - permitida até um certo nível.

Desde que anunciou a doença, Ederson tem recebido uma série de mensagens de apoio. Na partida contra o Santos, pela Copa do Brasil, na última quarta-feira, o Flamengo entrou em campo com um uniforme com a hastag #ForçaEderson. Nas redes sociais, diversos clubes transmitiram seus recados positivos, entre os rivais cariocas Vasco, Fluminense e Botafogo:

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos