Carille discorda de afastamento de auxiliar após erro: "Não muda resultado"

Diego Salgado

Do UOL, em São Paulo

  • Daniel Vorley/Estadão Conteúdo

Um dia depois de o Corinthians ser prejudicado pela arbitragem no empate com o Flamengo, o técnico Fábio Carille disse que não concorda com o afastamento do assistente Pablo Almeida da Costa, que anulou um gol legal de Jô quando o placar apontava 0 a 0.

"Não concordo, não muda nada para nós isso daí. É muito fácil. Erra, afasta. Erra, afasta. No outro jogo erra e afasta. Isso não muda nada o resultado de uma partida. Não gosto de falar de arbitragem, mas há erros e há erros. O erro de ontem não dá para admitir, não dá para aceitar. Essa é a verdade. Ficam falando tanto em tecnologia, que também não concordo com isso. Em vez de gastar dinheiro com isso, investe na melhoria desses profissionais", disse o treinador durante o lançamento do livro "Primeira Força", que conta a trajetória corintiana até o título no Paulistão.

A Comissão Nacional de Arbitragem da Confederação Brasileira de Futebol decidiu afastar Pablo Almeida da Costa nesta segunda-feira à tarde. A entidade entendeu que o profissional precisava pagar por seu erro. O árbitro Ricardo Marques Ribeiro, porém, não foi punido.

"Foi um erro fora dos padrões do nível que se atua na Série A, totalmente fora dos padrões, então ele vai ter que passar por uma reciclagem da federação mineira", disse o Coronel Marinho, presidente da Comissão Nacional de Arbitragem da CBF, ao UOL Esporte.

"Ele só volta quando a gente avaliar a situação de treinamento e o resultado do treinamento de reciclagem", completou.

Após o jogo, o presidente do Corinthians, Roberto de Andrade, disse que ligaria para o presidente da CBF, Marco Polo del Nero, para reclamar da marcação. Segundo o mandatário corintiano, mandar ofício não adiantaria.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos