Uefa promete investigar PSG por fair play financeiro se time comprar Neymar

Do UOL, em São Paulo

  • Hector Retamal/AFP

A Uefa investigará o PSG caso seja concretizada a aquisição dos direitos econômicos de Neymar. A informação é do jornal 'Sport". A entidade que regula o futebol europeu analisará se o time francês respeitou o "Fair Play Financeiro".

Se o PSG pagar os 222 milhões de euros (R$ 820,4 milhões) estabelecidos em cláusula contratual, o dinheiro não virá de fundos próprios, mas, sim de alguma empresa do Catar ligada ao proprietário do PSG.

Os clubes precisam apresentar seus balanços financeiros, e o PSG não tem dinheiro suficiente para bancar essa transação, infringindo o Fair Play Financeiro. Por essa razão, o Barcelona avisou que acionará a Uefa caso Neymar saia.

O Barcelona pedirá que a Uefa examinasse a origem da verba, por entender que nenhum concorrente possa pagar a multa para contratar Neymar, sem desrespeitar as regras do Fair Play Financeiro.

Em 2014, a confederação continental já multou o Paris Saint-Germain em 22 milhões de euros (R$ 81,3 milhões). Uma nova punição resultaria, não apenas, em sanção econômica, mas até mesmo em suspensão de competições, no caso, a Liga dos Campeões e a Liga Europa.

A Liga da Espanha também pretende denunciar o PSG caso ocorra a transferência.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos