São Paulo procura lateral direito no mercado e Marcos Rocha espera proposta

Bruno Grossi e José Eduardo Martins

Do UOL, em São Paulo (SP)

  • Bruno Cantini/Atlético

    Marcos Rocha ainda não completou sete jogos pelo Atlético-MG

    Marcos Rocha ainda não completou sete jogos pelo Atlético-MG

O São Paulo está atento ao mercado para reforçar a lateral direita. No ano, Bruno e Buffarini apresentam irregularidade, Araruna e Marcinho foram improvisados, mas ninguém se firmou. Uma das opções segue sendo Marcos Rocha, do Atlético-MG, mas o jogador de 28 anos espera que o Tricolor sinalize rapidamente o que pretende fazer.

Há quase duas semanas, o nome de Rocha foi apresentado à diretoria e à comissão técnica. Ambas aprovaram, o presidente Carlos Augusto de Barros e Silva chegou a dizer que o negócio era possível, mas o diretor-executivo Vinicius Pinotti fez questão de afirmar que ainda não havia procurado o Galo. Os clubes mantêm boa relação e a intenção é tratar o caso com cautela para não gerar atrito.

Marcos Rocha, que já mencionou a pessoas próximas o desejo de trocar de equipe após defender o Atlético de forma ininterrupta desde 2012, se animou com a possibilidade de se transferir para o São Paulo, do amigo Lucas Pratto. O problema é que o lateral já tem seis partidas no Campeonato Brasileiro e precisa definir logo o futuro em caso de uma mudança dentro do Brasil para que o limite de jogos não seja quebrado.

Nenhuma proposta foi feita ao jogador ou ao Galo até o momento e o Tricolor ainda monitora outros alvos para a posição, um dos setores mais questionados por conselheiros e diretores. A lateral direita também preocupa o treinador Dorival Júnior, que gostaria de contar com um reforço. 

Apesar de Bruno ser considerado um jogador esforçado e na média de qualidade do mercado nacional, o lateral não vive um bom momento. Pressionado pela torcida, ele cometeu falhas nas últimas partidas. Buffarini também não conseguiu engatar uma boa sequência de partidas. Indicado por Edgardo Bauza na última temporada, o argentino disputou 36 partidas, não marcou gols e está longe de ser uma unanimidade.

Para complicar, Buffarini tem um custo benefício alto para os padrões do clube e está entre os cotados pelo Boca Juniors para assumir a vaga de Gino Peruzzi, que anunciou a saída da equipe de Buenos Aires.

No elenco do São Paulo até há opções que podem ser improvisadas. Araruna e Marcinho, por exemplo, já atuaram como alas, mas o treinador espera contar com lateral de origem.

Outro setor em que Dorival espera mais um jogador é no meio de campo. Como o treinador já conta com Jucilei, Petros, Araruna e Cícero no meio de campo, o mais provável é a diretoria procurar um atleta livre ou com o custo mais baixo no mercado.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos