Justiça pede documentos da transferência de promessa da base do São Paulo

Bruno Grossi

Do UOL, em São Paulo

  • Renata Lutfi/saopaulofc.net

A juíza Mônica de Cassia Thomaz Perez Reis Lobo soltou liminar para validar a ação cautelar de exibição de documentos sobre a transferência do atacante Marquinhos Cipriano do Desportivo Brasil para o São Paulo. O negócio aconteceu em 2015, custou R$ 1 milhão aos tricolores por 70% dos direitos do garoto de 18 anos e fez com que a LP Sports Negócios e Eventos Esportivos acionasse a Justiça. 

A empresa, que cuida da escolinha de futebol que revelou Cipriano, diz ter direito a 20% do valor pago pelo São Paulo ao Desportivo Brasil, mas que até hoje não teve a verba repassada. O Tricolor comprou Cipriano em uma das últimas ações do presidente Carlos Miguel Aidar, que renunciou em meados de outubro. 

O São Paulo tem recebido sondagens e ofertas por Cipriano, mas barrou qualquer princípio de negociação com o jogador de 18 anos. E é justamente essa constante procura pela joia que fez a LP se movimentar.

Para ler mais sobre essa e outras notícias dos bastidores do futebol, acesse a coluna De Primeira, exclusiva para assinantes UOL.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos