No Peru, sogro de Cueva recebe granada e pomba morta em casa

Do UOL, em São Paulo

  • Reprodução

Mesmo vivendo no Brasil, Christian Cueva recebeu uma mensagem assustadora diretamente do Peru. Bandidos deixaram uma carta e uma caixa na frente da residência do sogro do meia são-paulino, que vive na cidade de Trujillo, a 724 km da capital Lima.

Luis Lopez Rodriguez, pai de Maira Maira Lopez Solorzano, mulher de Cueva, foi quem encontrou o explosivo e o animal morto dentro de uma caixa, acompanhados de um bilhete. "Essa é apenas uma advertência. Da próxima vez visitaremos sua filha (mulher do jogador) em sua casa e deixaremos a granada sem segurança. Ligue neste número, caso contrário 'buum'".

"Que Cueva nos ligue se não quiser prejudicar a própria família", terminava o papel. Depois de encontrar o pacote, Rodriguez ligou para a Central de Emergência da Polícia do Peru, que, por sua vez, solicitaram a presença de uma equipe da Unidade de Desativação de Explosivos - já que foi confirmado que a granada era verdadeira.

Apesar do susto, Cueva não deu indícios de que voltará ao seu país. Selecionado para enfrentar o Coritiba nesta quinta-feira, o jogador deve atuar normalmente na partida, que acontecerá às 19h30, no Estádio do Morumbi.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos