Chelsea critica advogado e diz que Diego Costa sabia de saída desde janeiro

Do UOL, em São Paulo

  • Carl Recine/REUTERS

O Chelsea negou, nesta sexta-feira (4), a acusação de um advogado de que o técnico Antonio Conte esteja forçando Diego Costa a deixar o time e classificou-a como "sem noção". Um advogado supostamente contratado para representar o atacante ameaçou o time londrino com uma ação legal para resolver o futuro do jogador.

Em entrevista ao jornal The Guardian, um representante do Chelsea disse que Diego Costa já sabia da sua saída desde janeiro. "A premissa que o advogado afirma é totalmente errada. A decisão sobre Diego Costa já havia sido decidida em janeiro. O jogador sabia da decisão, o agente dele sabia da decisão, claramente o advogado não foi bem informado", disse. 

Especulado em clubes chineses, Diego Costa, seu empresário Jorge Mendes e o Chelsea decidiram no início de 2017 que o atacante não seguiria nos blues para a próxima temporada. O jogador de 28 anos esteve envolvido em rumores de que teria entrado em rota de colisão com o técnico.

Em entrevista coletiva no último domingo (30), Antonio Conte voltou a falar sobre a situação do atleta. "Para mim a situação é bem simples. Eu repito o que já disse antes, o jogador, seu agente e o clube sabiam muito bem do futuro do jogador para essa temporada. Eu não entendo porque advogados estão se envolvendo. A situação sempre foi bastante clara", comentou.

Além da China, muito se fala em um retorno de Diego Costa ao Atlético de Madrid e até mesmo em uma possível transferência para o Milan.

 

 

 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos