Atlético-GO: impossível segurar Walter caso time não siga na elite em 2018

Marcello De Vico

Do UOL, em Santos (SP)

  • RODRIGO GAZZANEL/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

    Walter tem apenas um gol em 13 jogos com a camisa do Atlético-GO

    Walter tem apenas um gol em 13 jogos com a camisa do Atlético-GO

Último colocado da Série A com apenas 12 pontos conquistados em todo primeiro turno e cada vez mais perto do descenso, o Atlético-GO já sabe que não poderá contar com um de seus principais jogadores caso o time seja mesmo rebaixado para a Série B ao fim da temporada.

Emprestado ao Atlético-GO até o fim do ano, Walter, que tem contrato com o Porto, de Portugal, até 2019, sairia dos planos do clube goiano por questões financeiras, conforme explicou o diretor de futebol Adson Batista em entrevista ao UOL Esporte.

"É impossível [segurar Walter], por questão de receita. Mas ele é um profissional fantástico e estamos muito felizes com ele aqui. É um cara que tem uma entrega muito grande, trabalha muito forte, bom de grupo e é muito querido por todos", disse o dirigente.

Adson ressalta, porém, que a história mudaria caso o Atlético-GO consiga permanecer na elite. "Aí há possibilidades. Porque ele é um cara que tem correspondido tecnicamente. Mas é uma questão de receita, porque o salário dele é alto", acrescentou.

Walter foi contratado pelo Atlético-GO no fim de fevereiro, após saída polêmica do rival Goiás. Ele chegou a marcar na sua estreia, contra o Coritiba, pela primeira rodada da Série A, mas depois caiu de produção e chegou até a ficar parado para emagrecer.

Desde que voltou, no dia 8 de julho, na derrota para o Vitória, Walter foi titular da equipe em todas as partidas – a não ser no duelo da 17ª rodada, contra a Chapecoense, em que estava suspenso. Ele segue com apenas um gol com a camisa rubro-negra.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos