Grêmio negocia rescisão com antiga promessa após volta do Cazaquistão

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

  • Divulgação/Panathinaikos

    Yuri Mamute passou pelo Panathinaikos, da Grécia, antes de jogar no Cazaquistão

    Yuri Mamute passou pelo Panathinaikos, da Grécia, antes de jogar no Cazaquistão

Yuri Mamute está de volta, mas não por muito tempo. Depois de seis meses no Aktobe FC, do Cazaquistão, o centroavante se reapresentou ao Grêmio. Sem espaço no elenco principal, o jogador negocia a rescisão de contrato junto ao time gaúcho. O Grêmio deverá ficar com percentual dos direitos para lucrar com uma eventual transferência no futuro.

Aos 22 anos, o Yuri Mamute chegou a despertar o interesse do Atlético-GO antes do início do Brasileirão, mas as tratativas não avançaram. A rescisão é vista como melhor opção para o jogador se recolocar no mercado.

Sem o vínculo com o Grêmio, Yuri Mamute poderá negociar um salário compatível com outros clubes. O contrato junto ao Tricolor vai até o final de 2020.

Livre, o centroavante que teve passagem por seleções de base, também poderá fugir de uma regra que limita o número de empréstimos entre times da Série A. Essa parte foi uma das barreiras para acerto com o Atlético-GO, por exemplo.

Destaque nas categorias de base do Grêmio, Mamute viveu sua melhor fase entre os profissionais na temporada 2015. Sob o comando de Luiz Felipe Scolari, ele chegou a ser titular e à época ganhou aumento e novo contrato.

Desde que se profissionalizou, Yuri Mamute já foi emprestado pelo Grêmio quatro vezes. A primeira saída para o Botafogo, em 2014. Dois anos depois esteve no Panathinaikos, da Grécia, e no Náutico. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos