Da Taça das Favelas à promessa: a história de Matheus Alessandro no Flu

Leo Burlá

Do UOL, no Rio de Janeiro

  • Lucas Merçon/Fluminense

    Matheus Alessandro vem entrando nas partidas do time principal

    Matheus Alessandro vem entrando nas partidas do time principal

Um dos tantos "Moleques de Xerém" do elenco, Matheus Alessandro é mais um que pede passagem no Fluminense. Com a lesão de Marquinhos Calazans, que rompeu os ligamentos do joelho, a tendência é que o jovem ganhe espaço com Abel Braga.

Não fosse considerado "magrinho demais", o jogador poderia estar nos rivais Flamengo ou Vasco. Após testes na Gávea e em São Januário, não foi aprovado por suposta deficiência na parte física. Observado pelo Tricolor na Taça das Favelas de 2012, competição que reúne times de comunidades do Rio, foi testado e logo incorporado ao sub-17 do clube.

Considerado um dos destaques da equipe de Vila Vintém, favela situada na Zona Oeste, Matheus Alessandro chamou rapidamente a atenção de Thomas Koerich, funcionário que trabalhou na captação de valores para o Flu. A velocidade e a facilidade para encarar marcadores foram fatores decisivos para o "sim" definitivo. Ao lado de Pedro e Douglas, o camisa 28 levantou o Brasileiro Sub-20 em 2015.

"Ele chegou um jogador muito franzino, mas com aquela alegria, drible e irreverência típica dos jogadores das comunidades do Rio. Demos chances e ele correspondeu, mostrou uma boa capacidade de entendimento tático e acabou aprovado. Chegou a ser testado algumas vezes no meio, mas a maioria foi como atacante", relembrou Carlos Cintra, coordenador de captação de Xerém.

Incorporado ao time de cima, Matheus soma seis jogos no Campeonato Brasileiro e um na Primeira Liga. Já elogiado publicamente por Abel, o camisa 28 certamente ganhará mais minutos, mas Cintra pede um pouco de paciência com o jovem de 21 anos.

"Esperamos que ele siga demonstrando um bom futebol na equipe profissional. É mais um Moleque de Xerém que se destaca. É claro que ele ainda vai oscilar, é normal isso acontecer. Mas o torcedor terá muitas alegrias com ele em campo".

A busca por novos talentos nos campos de pelada do Rio de Janeiro tem sido uma política adotada pelo Flu. Desde 2015, o clube faz peneiras em áreas carentes da cidade para garimpar jóias para as divisões de base do clube.

O Fluminense se reapresenta e treina na manhã desta terça-feira no CT. Após a atividade, a delegação segue para Campinas, local da partida contra a Ponte Preta, quarta-feira, às 20h.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos