Após 2 meses, Levir ainda luta para encontrar time ideal do Santos

Samir Carvalho

Do UOL, em Santos (SP)

  • Divulgação/SantosFC

    Levir Culpi ainda não definiu defesa, meio-campo e ataque titular do Santos

    Levir Culpi ainda não definiu defesa, meio-campo e ataque titular do Santos

O técnico Levir Culpi completa dois meses de Santos. Apesar da eliminação na Copa do Brasil, o treinador tem conquistado bons resultados na Libertadores e Brasileiro. No entanto, o comandante santista luta para encontrar o time ideal. Levir ainda não definiu os onze jogadores titulares e nenhum setor está definido – defesa, meio-campo e ataque.

A defesa, por exemplo, após mais de dois meses terá a formação considerada ideal contra o Atlético-PR, nesta quinta-feira, às 21h45 (de Brasília), na Vila Belmiro, pelo jogo de volta das oitavas de final da Copa Libertadores da América.

O técnico Dorival Júnior ainda era treinador do Santos quando Vanderlei, Victor Ferraz, David Braz, Lucas Veríssimo e Zeca atuaram juntos – foi no dia 28 de maio, na derrota santista para o Cruzeiro por 1 a 0, na Vila Belmiro.

O meio-campo é ainda preocupante. Foram dez escalações diferentes desde que Levir Culpi assumiu o comando da equipe: Thiago Maia, Renato e Lucas Lima; Alison, Renato e Vitor Bueno; Alison, Yuri e Vitor Bueno; Leandro Donizete, Yuri e Lucas Lima; Yuri, Lucas Lima e Vecchio; Alison, Yuri e Lucas Lima; Yuri, Renato e Lucas Lima; Renato, Leandro Donizete e Lucas Lima; Alison, Renato, Jean Mota.

Como Vecchio e Renato estão lesionados, diante do Atlético-PR, Levir pode testar a 11ª formação caso escale Jean Mota e Lucas Lima juntos pela primeira vez na equipe titular. Yuri ou Alison jogarão como primeiro volante neste caso.

Vale lembrar que Levir Culpi ainda tem mais um jogador para estrear no setor: Matheus Jesus, ex-Ponte Preta e que pertence ao Estoril, de Portugal. O atleta, que foi emprestado ao Santos até o fim da próxima temporada, ainda não possui condições físicas de estrear.

O ataque também está indefinido. Bruno Henrique e Copete conquistaram a posição de titular, mas a vaga de centroavante ainda está aberta. Ricardo Oliveira e Kayke brigam posição. Se não bastasse, Nilmar foi inscrito na Copa Libertadores da América e também começa a lutar por um lugar no time.

Ricardo Oliveira será titular contra o Furacão, mas o atacante vive a pior temporada desde o retorno ao Santos, em 2015. Até então, fez apenas 21 jogos em 2017 e marcou cinco vezes. A equipe chegou a 45 partidas no ano.

Contra o Atlético-PR, o Santos deve entrar em campo com a seguinte escalação: Vanderlei, Victor Ferraz, Lucas Veríssimo, David Braz e Zeca; Yuri, Alison (Jean Mota) e Lucas Lima; Bruno Henrique, Copete e Ricardo Oliveira.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos