Léo Moura: "Nunca participei de um grupo que jogasse o que o Grêmio joga"

Do UOL, em Porto Alegre

  • LUCAS UEBEL/GREMIO FBPA

    O lateral direito Léo Moura, do Grêmio, vê tima como um dos melhores do país

    O lateral direito Léo Moura, do Grêmio, vê tima como um dos melhores do país

Léo Moura, de 38 anos, disse que jamais esteve em um grupo que jogue tanto quanto o Grêmio de hoje. Segundo o ex-flamenguista, a estrutura do clube gaúcho o ajuda a alongar a carreira em alto nível.

"É que todos os jogadores querem a bola, querem estar próximos. O Grêmio já vem jogando assim desde o ano passado, é um time diferenciado. Nunca participei de um grupo que jogasse o futebol que o Grêmio joga hoje. É uma equipe bem entrosada, que joga buscando o gol, joga para frente", falou em entrevista à ESPN.

Léo Moura passou por grandes elencos. Esteve em Botafogo, Vasco, Flamengo, Fluminense, São Paulo, Sporting, de Portugal, e mais uma série de times. Só no Fla, conquistou duas Copas do Brasil, um Brasileiro e cinco Campeonatos Cariocas.

No Tricolor desde o início do ano, diz que a estrutura tática da equipe, que prima pela posse de bola e o jogo ofensivo, ajudam a alongar sua carreira em alto nível.

"É normal que aqui no Brasil quando um jogador que passa dos trinta começam a rotular como velho. Mas se o jogador está jogando em um grande clube com essa idade é porque tem condições. Você vê o Zé Roberto, o Ricardo Oliveira. E o Grêmio me facilita, é um time que toca muito a bola, não dá chutão, eu entro e jogo meu futebol, o futebol que eu sei. E meu crescimento é por causa dos companheiros", acrescentou.

O Grêmio volta a campo no próximo domingo para pegar o Botafogo pelo Brasileiro. Classificado às quartas de final da Libertadores e às semifinais da Copa do Brasil, o time azul, branco e preto disputará até o fim as conquistas deste ano. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos