Esquecido, volante considerado substituto de T. Maia pode deixar o Santos

Samir Carvalho

Do UOL, em Santos (SP)

  • Divulgação/SantosFC

    Guilherme Nunes é capitão do sub 20 e coleciona convocações para as seleções de base

    Guilherme Nunes é capitão do sub 20 e coleciona convocações para as seleções de base

O Santos corre o risco de perder uma de suas joias nas categorias de base. Guilherme Nunes, de 19 anos, pode deixar a Vila Belmiro precocemente. O volante é visto internamente no clube como o sucessor de Thiago Maia, recentemente negociado com Lille (FRA) por 14 milhões de euros (cerca de R$ 51 milhões), .

O estafe do atleta está insatisfeito pelo fato da promessa não ter mais oportunidades no futebol profissional e ameaça negociar o jogador.

O meio-campista é o capitão da equipe sub-20 do Santos e coleciona passagens pela seleção brasileira de base, participando de 11 convocações e de um Mundial sub-17.

Guilherme assinou em novembro de 2015 o primeiro contrato profissional com o clube, com duração até outubro do próximo ano. A partir de abril de 2018, o jovem poderá assinar um pré-contrato com outras equipes.

O jogador tem uma passagem interessante na curta carreira. Foi um dos sete jogadores recrutados pelo técnico Rogério Micale para participar de treinamentos da seleção olímpica, medalhista de ouro nos Jogos do Rio, em 2016.

Curiosamente, mesmo sem estrear como profissional o destino do jogador pode ser similar a de seu antecessor. Ainda com poucos jogos na equipe principal, Maia protagonizou uma novela para estender o vínculo com o clube, envolvendo disputa de empresários nos bastidores. No fim, prorrogou contrato e permaneceu no Santos.

Em maio, Guilherme teve o nome ligado a uma possível saída para o Olympique de Marselha (FRA), além de clubes de Portugal.

O jogador acabou esquecido pelo departamento de futebol profissional após a saída do gerente de futebol Sérgio Dimas, em fevereiro. A tendência é que subisse já com o técnico Dorival Júnior, mas acabou perdendo espaço no clube. Guilherme também se destaca pela versatilidade, pois atua como primeiro volante, zagueiro e até lateral. 

Hoje o Santos passa por dificuldades no setor com as lesões de Renato e Vecchio, mesmo contando com Alison e Yuri, que não são unanimidades no setor. O problema identificado pelo treinador Levir Culpi na vitória por 1 a 0 contra o Atlético-PR foi a saída de bola do time sem qualidade.

Se não bastasse, os substitutos que Levir achou dentro e fora do clube não estão disponíveis. O volante Matheus Jesus, ex-Ponte Preta e que foi emprestado pelo Estoril, de Portugal, até o fim da próxima temporada, enfrenta problemas físicos e até técnicos durante os treinamentos.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos