Ônibus do sub-23 do Iraty capota e cinco jogadores são internados

Felipe Pereira e Napoleão de Almeida

Do UOL, em São Paulo

  • Divulgação

    ônibus que transportava o sub-23 do Iraty capota

    ônibus que transportava o sub-23 do Iraty capota

O time sub-23 do Iraty (PR) viajava para jogar contra o Maringá (PR) quando o motorista perdeu o controle em uma curva e o micro-ônibus capotou neste sábado. Há cinco atletas internados para observação porque bateram a cabeça, afirmou o treinador da equipe, Play de Freitas. Ele contou que a maioria dormia e ficou bem confusa com o acidente que ocorreu na BR-153, em Imbituva (PR).

O técnico disse que todos da comissão técnica e atletas sofreram ao menos escoriações. Os três casos que inspiram mais cuidados são dos jogadores Guga, Marcos e Rigoni. O trio foi encaminhado para Irati porque a cidade tem melhor infraestrutura. Outros dois atletas (Sávio e Felipe) estão em Imbituva. Mas Play de Freitas ressalta que ninguém se encontra em estado grave e a permanência no hospital ocorre apenas porque precaução médica porque eles bateram a cabeça.

Segundo o treinador, o goleiro Marcos chegou a ter convulsão durante o resgate, enquanto Guga teve de receber 16 pontos na cabeça para fechar o ferimento. 

O treinador disse que o acidente aconteceu perto da entrada de Imbituva. O time estava viajando havia meia hora e enfrentaria o Maringá neste domingo, às 11h. Play de Freitas declarou que a pista estava bastante molhada. Na visão dele, outro fator que contribuiu para o acidente foi o peso do micro-ônibus. Ele criticou o próprio time reclamando que por motivo de economia foi alugado um veículo menor e que trafegava no limite do peso suportado. 

Além disso, o treinador relatou que o resgate foi dificultado pela ausência de saída de emergência no ônibus. Com isso, os feridos tiveram de se espremer para sair por duas janelas. "O ônibus ficou de cabeça para baixo e não tinha saída de emergência. A gente queria sair pelas duas janelas. O medo era que pegasse fogo porque o tanque estava cheio e começou a vazar", disse Freitas.

Todos estavam de cinto

Parte dos jogadores dormia na hora do acidente. O técnico falou que isto aumentou a confusão para eles que não entendiam o que aconteceu. Acrescentou que todos viajavam de cinto de segurança, mas o impacto foi tão forte que não foi possível evitar bater no vidro, no banco ou cabeça com cabeça.

O treinador relatou que o micro-ônibus não atingiu em nenhum outro veículo. Apenas capotou, deslizou pelo asfalto e parou atravessado na pista da BR-153. Play de Freitas afirmou que o time havia deixado Iraty havia meia hora e o acidente ocorreu quando se aproximavam de Imbituva.

Partida cancelada e solidariedade

A Federação Paranaense de Futebol cancelou a partida, informou a assessoria de imprensa da entidade. O gerente de competições foi procurado pelo Iraty e a alteração na data foi solicitada. Play de Freitas também conversou com presidente do Maringá e comemorou o adiamento do confronto. A nova data deve ser quarta-feira e só não houve confirmação porque a federação não tem expediente no final de semana.

"Manter o jogo era inviável. Não tem a menor condição seguir viagem", declarou Play de Freitas. 

A nova tentativa do Iraty será para tentar abandonar o campeonato. O técnico argumentou que boa parte do elenco precisará de tempo para estar novamente em condições de jogo.

O Maringá se manifestou sobre o acidente por meio de uma nota. O clube manifestou solidariedade ao adversário e terminou o texto com #ForçaIraty.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos