Após saída de 30 jogadores no ano, Inter já começa a fazer planos para 2018

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

  • Ricardo Duarte/Inter

    Claudio Winck é um dos jogadores que renovará contrato com Internacional para 2018

    Claudio Winck é um dos jogadores que renovará contrato com Internacional para 2018

A pouco mais de três meses do fim da temporada, o Internacional já está de olho em 2018. Mesmo ainda sem certeza sobre qual campeonato disputará, o comando do clube começa a negociar renovações de contrato com os jogadores do elenco principal. E já tem uma ideia do que precisará fazer na meta de manter a base da equipe.

Não acontecerá como em 2017. Neste ano foram mais de 30 jogadores negociados deixando o Inter, quase 20 fizeram o caminho contrário. Avaliando o elenco de forma positiva, principalmente depois do crescimento recente na Série B, o Colorado irá se mover menos nos bastidores.

Antes de imaginar alvos e traçar estratégias para agregar ao grupo, a direção já iniciou o proceso de renovação de contrato. Em pauta, sete jogadores do grupo com vínculos próximos do fim. Entre os nomes, desde o maior ídolo do clube, D'Alessandro, até jogadores que não estão no time titular.

Klaus será comprado

Ricardo Duarte/Inter

O primeiro na fila de renovações é Klaus. O zagueiro de 23 anos foi observado pelo Wolfsburg, da Alemanha, mas o Colorado conta com prioridade de adquirir 50% ou 70% dos direitos dele. O valor no percentual maior é R$ 1,5 milhão. Parte do vínculo econômico é do Juventude e parte do agente do jogador, que já menteve algumas reuniões com a direção vermelha. A negociação tende a avançar e o prazo para conclusão é novembro. O Inter está convicto na compra do jogador, que assumiu titularidade e vem tendo bom desempenho.

Claudio Winck tem dois moldes de negócio. Também renova

Ricardo Duarte/Inter
 

Claudio Winck, que começou o ano no time Sub-23, subiu e virou titular, é outro que convenceu. Com 23 anos, o lateral tem contrato até abril do ano que vem e dois moldes para renovar. No primeiro, basta jogar a próxima partida, diante do Paysandu, sexta-feira. Assim, completa a marca de jogos que amplia o vínculo sem qualquer negociação por mais um ano. No entanto, contente pela recuperação do jogador, a direção do Inter pretende estender ainda mais o vínculo e negocia com o atleta uma outra modalidade de contrato. A ideia é dar mais dois ou três anos de vínculo a ele.

D'Alessandro não quer conversar agora

Ricardo Rimoli/AGIF

Por outro lado, o maior ídolo do Internacional, Andrés D'Alessandro, não quer conversar agora. Com 36 anos, o argentino irá esperar o fim da temporada para somente então tratar da ampliação de seu vínculo. Explicou, em entrevista coletiva, que não quer pressionar a direção a estender seu contrato pelo apreço da torcida ou a idolatria conquistada no Colorado. Está aberto a permanecer, mas sequer cogita abordar o assunto no momento.

Edenílson tem até o meio do ano

Ricardo Duarte/Inter

Edenílson está emprestado ao Inter até julho do ano que vem. Não precisa renovar agora, mas a direção do Inter já planeja alternativas para permanecer com ele. Há previsto em contrato uma cláusula de compra. Mas os valores elevados demandarão negociação para que o ex-corintiano de 27 anos permaneça em Porto Alegre. É um jogador considerado importante no grupo, mas pode não ficar pelas questões financeiras. Como há tempo, é uma situação que será tratado com cautela e paciência.

Carlos e Carlinhos serão avaliados

Jeferson Guareze/AGIF

Carlos e Carlinhos não têm situação definida. O atacante de 22 anos pertence ao Atlético-MG e mesmo não sendo titular é considerado importante no elenco. Também pode ser comprado ao fim do empréstimo, em dezembro. Mas o investimento não é garantido. Pode permanecer caso seja emprestado novamente. Caso contrário, dificilmente ficará. Já Carlinhos, de 30 anos, tem vínculo encerrando em dezembro e está afastado do time por lesão. Dependerá de seu aproveitamento na volta para renovar. Fez 18 jogos na temporada, chegou a ser titular, mas perdeu espaço recentemente.

Felipe Gutiérrez é muito caro

Ale Cabral/AGIF

Felipe Gutiérrez está emprestado até o fim do ano pelo Bétis, da Espanha, e dificilmente ficará. O chileno de 27 anos tem cláusula de compra de 2 milhões de euros (R$ 7,4 milhões). Reserva do time de Guto Ferreira, o investimento é considerado alto e as únicas alternativas para permanência dele são redução no preço ou ainda novo empréstimo em molde semelhante. A possibilidade maior é de regresso ao clube que detém seus direitos. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos