Preparador do SP vê sucessores de Ceni sob "carga pesada" e Sidão sem ritmo

José Eduardo Martins

Do UOL, em São Paulo

  • Marcello Zambrana/Agif/Estadão Conteúdo

    Sidão foi o escolhido pela comissão técnica do São Paulo para o lugar de Renan Ribeiro

    Sidão foi o escolhido pela comissão técnica do São Paulo para o lugar de Renan Ribeiro

Desde que Rogério Ceni se aposentou no fim de 2015, o São Paulo vive um dilema para definir quem será o titular no gol. Já passaram pelo posto Denis, Renan Ribeiro e agora é a vez de Sidão. Responsável por preparar os goleiros do clube, Marcos Antônio Trocourt sabe que não é uma tarefa fácil para quem tiver a responsabilidade de ocupar a vaga de um dos maiores ídolos da história tricolor. 

"O Rogério é um ídolo, um mito. A carga é pesada, mas tem de dar tempo para os goleiros. O Rogério mesmo não se fez de uma hora para outra. Sei que é complicado, porque não dá para dar resposta de uma hora para outra", disse Marquinhos.

Exatamente a falta de tempo para Sidão se adaptar ao time é vista como um dos principais desafios. Contratado nesta temporada, por indicação de Ceni, o goleiro disputou apenas duas partidas neste Brasileiro - sendo a última a derrota para o Palmeiras por 4 a 2, no clássico. 

"A gente perdeu para o Palmeiras de quatro, mas o Sidão foi muito bem. Ele teve mais acertos do que erros. Já melhorou em relação ao jogo com o Avaí. Era o segundo jogo dele, a reposição no lance do gol começou com ele. O Sidão não vinha jogando e está sem ritmo", afirmou Marquinhos, que acredita na evolução do time e dos arqueiros.

"Não sou de dar desculpa, é trabalho. Não é de uma hora para outra que vamos reverter. Estou satisfeito com os goleiros do São Paulo, há acertos. A responsabilidade é minha, isento os goleiros de qualquer crítica neste sentido. Temos de pensar em qualificar o trabalho. Confio plenamente nos goleiros e tenho certeza de que vão dar a resposta, com dedicação e confiança junto com o restante do grupo, porque futebol é esporte coletivo."

Nesta temporada, o São Paulo conta com Sidão, Renan Ribeiro, Denis e Lucas Perri. Sidão tem contrato até o fim de 2018, enquanto Renan Ribeiro negocia a renovação de seu vínculo, que termina em maio. Já Denis deve se transferir para outra equipe no ano que vem. Considerado uma aposta das categorias de base, Perri ainda não estreou no profissional. Por isso, o departamento de futebol estuda uma opção no mercado para 2018. 

"Confio plenamente nos goleiros do São Paulo. Sidão, Renan, Denis e Perri vão dar uma resposta", disse Marquinhos, que justificou a saída de Renan da equipe titular. " A questão é técnica, a comissão resolveu. A responsabilidade é de todos. Não tem nada a ver com negociação."

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos