Inglaterra vira sobre Eslováquia e fica a uma vitória da Copa de 2018

Do UOL, em São Paulo

  • John Sibley/Reuters

A Inglaterra está muito próxima da Copa do Mundo de 2018. Os ingleses derrotaram, de virada, a Eslováquia nesta segunda-feira (4), em partida do Grupo F das eliminatórias europeias, e ficaram a dois pontos do Mundial. Dier e Rashford marcaram os gols da vitória por 2 a 1 sobre os eslovacos, que tinham aberto o placar com Lobotka em Wembley.

O resultado leva os ingleses aos 20 pontos, cinco a mais que os eslovacos com apenas dois jogos restando. A vaga pode vir na próxima rodada das eliminatórias em caso de vitória.

A Eslováquia, por outro lado, se complicou com a derrota. Além de perder a chance de uma briga real pela primeira posição do Grupo F, os eslovacos ficaram com 15 pontos e viram Eslovênia e Escócia, terceiro e quarto colocados, chegarem a 14 com vitórias sobre  Lituânia (por 4 a 0) e Malta (por 2 a 0), respectivamente.

Carl Recine/Reuters

Inglaterra põe bola no chão e busca virada

Com a possibilidade de encaminhar a vaga na Copa com uma vitória, a seleção inglesa levou um baque inesperado ao sair atrás no marcador. Perdendo desde os 2min, os ingleses tentaram responder rapidamente, mas sofreu para vencer a defesa eslovaca, que segurava bem a pressão. O bloqueio foi vencido aos somente aos 37min, quando Dier se antecipou aos defensores e desviou no primeiro pau para as redes uma cobrança de escanteio de Rashford. A Inglaterra voltou para o segundo tempo determinada a virar o marcador, trocando passes na intermediária ofensiva e envolvendo a retranca dos visitantes. O bom futebol deu resultado: aos 14min, Rashford marcou o segundo dos ingleses.

John Sibley/Reuters

Apesar de falha, Rashford se destaca

O jovem Marcus Rashford, 19 anos, falhou no lance que resultou no gol da Eslováquia. Apesar do erro, no entanto, o atacante do Manchester United mostrou ousadia em campo e buscou se redimir em toda oportunidade que tinha. Escalado pelo lado esquerdo do ataque, Rashford era a principal válvula de escape quando a Inglaterra buscava um lance perigoso. O jogador buscava se desmarcar constantemente e não se intimidava na hora da finalização. A insistência do atacante jovem foi recompensada aos 14min do segundo tempo, quando ele arriscou da entrada da área e virou o jogo - ele já havia cobrado o escanteio do gol de empate.

Darren Staples/Reuters

Com poucas finalizações, Eslováquia deixa a desejar

A Eslováquia se aproveitou de um desarme na saída de bola inglesa para abrir o placar logo aos 2min, facilitando uma postura defensiva em Wembley. Lobotka roubou a bola de Rashford, tabelou com Nemec e tocou rasteiro na saída de Joe Hart para fazer o primeiro gol do jogo. Dali em diante, os visitantes tiveram uma postura tímida dentro de campo, mostrando dificuldades no ataque e se limitando a segurar as investidas dos anfitriões em busca da igualdade. A estratégia deu certo até o finzinho do primeiro tempo, quando os ingleses empataram. Depois, a falta de ousadia dos eslovacos, em especial na finalização, pesou. A equipe visitante até teve a bola por um tempo significativo (49% de posse), mas finalizou apenas quatro vezes, contra 21 dos donos da casa.

Ficha técnica

Inglaterra 2 x 1 Eslováquia

Data: 4 de setembro de 2017
Hora: 15h45 (de Brasília)
Local: Wembley, em Londres (Inglaterra)
Gols: Dier, 37'1ºT, Rashford, 14'2ºT (Inglaterra); Lobotka 2'1ºT (Eslováquia)

Inglaterra: Hart, Walker, Jones, Cahilll e Bertrand; Henderson, Diers, Oxlade-Chamberlain (Sterling), Dele Alli (Livermore) e Rashford (Welbeck); Harry Kane. Técnico: Gareth Southgate.

Eslováquia: Dubravka; Pekarik, Skrtel, Durica e Hubocan; Skriniar, Lobotka, Mak, Hamsik (Duda) e Weiss (Rusnak); Nemec (Duris). Técnico: Jan Kozak.

Grupo E: Polônia se recupera e Dinamarca goleia

Após ser goleada pela Dinamarca na última rodada, a Polônia se recuperou nesta segunda-feira e manteve a ponta do Grupo E ao vencer o Cazaquistão em casa por 3 a 0 – os poloneses foram aos 19 pontos. Os dinamarqueses, por sua vez, voltaram a golear. Desta vez, a vítima foi a Armênia, derrotada por 4 a 1. O resultado não foi suficiente para os dinamarqueses assumirem a vice-liderança da chave, pois Montenegro bateu a Romênia por 1 a 0 e foi aos 16 pontos, mesmo número da Dinamarca. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos