Preto Casagrande banca retorno de Hernane, Edigar Junio e Allione no Bahia

Roberto Oliveira

Colaboração para o UOL, em Recife

  • Felipe Oliveira/Bahia

    Hernane "Brocador" sofreu fratura na tíbia em abril e deve retornar contra o Atlético-GO

    Hernane "Brocador" sofreu fratura na tíbia em abril e deve retornar contra o Atlético-GO

O Bahia enfrenta o Atlético-GO na próxima segunda-feira (11) pelo Campeonato Brasileiro e o técnico Preto Casagrande vive a expectativa do retorno de três nomes importantes na linha de frente da equipe. Em fim de recuperação, Hernane "Brocador", Edigar Junio e Allione devem reforçar o tricolor baiano na briga contra o rebaixamento.  

Em contato com o UOL Esporte, Preto confirmou que deve levar o trio para a partida em Goiânia. "Acho que os três já vão para o jogo. Eles vem treinando, fazendo reforço muscular e espero que treinem normalmente nesta semana. A volta desses jogadores nos dá mais opções e encorpa o grupo", afirmou o técnico do Bahia, que deve levar o trio para começar como opção no banco de reservas.

O mais antigo dos desfalques, Hernane não disputa uma partida há mais de quatro meses. No fim de abril, ele sofreu uma fratura na tíbia e desde então se recupera da grave lesão. Nos últimos dias, vem treinando com ritmo intenso no Fazendão.

"Estou trabalhando forte todos os dias, até um pouco mais que os outros para estar 100%. Quero estar presente (no jogo contra o Atlético-GO). Atuando ou não, quero estar no banco", disse o "Brocador" em entrevista coletiva.  

Quando se lesionou gravemente, Hernane era titular absoluto e artilheiro da equipe no ano. No período em que ficou afastado, ele viu o centroavante Rodrigão chegar do Santos e encaixar rapidamente na equipe. Agora, terá de brigar novamente pela posição, desafio que encara com naturalidade.

"A concorrência é positiva. Hoje, Rodrigão é o titular. Fiquei me recuperando para estar 100%. Falta ritmo de jogo, que você só adquire jogando. Titularidade vem com trabalho, com dedicação, com o dia a dia. Isso aí, aos poucos, acontece. Hoje, o Rodrigão é o titular. Tem o meu respaldo, o do Preto. Agora vou trabalhar, buscar minha oportunidade e, quando entrar, corresponder", analisou.

Além de Hernane, outros retornos importantes para linha de frente do tricolor são Edigar Junio, herói da conquista da Copa do Nordeste, e o meia Allione, que pode atuar mais aberto pela direita, como opção a Zé Rafael, ou pelo centro, no lugar de Régis.

A dupla foi fundamental na conquista do Nordestão, mas sofreu com o acúmulo de lesões e não conseguiu vingar até então no Brasileirão. Assim como Hernane, eles devem voltar à equipe aos poucos, já que os substitutos, principalmente o colombiano Mendoza, encaixaram bem no Bahia.

Na 14ª colocação, com 26 pontos, o Bahia tem apenas um ponto a mais que o primeiro time na zona de rebaixamento, a Chapecoense. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos