Insatisfeito com goleadores, Santos avalia reforço recém-chegado ao time B

Samir Carvalho

Do UOL, em Santos (SP)

  • Facebook/Bahia

    Zé Roberto era "joia" das categorias de base do Bahia, mas se destacou no Mirassol

    Zé Roberto era "joia" das categorias de base do Bahia, mas se destacou no Mirassol

Diretoria e comissão técnica do Santos podem apostar em uma solução caseira para acabar com a crise de gols de seu ataque. A cúpula alvinegra está insatisfeita principalmente com os seus centroavantes, Ricardo Oliveira e Kayke. O UOL Esporte apurou que os profissionais do clube estão atentos ao futebol do atacante Zé Roberto, recém-contratado para o time B.

O atacante de 23 anos era considerado uma das sensações das categorias de base do Bahia, mas chamou a atenção dos santistas durante o Campeonato Paulista deste ano, quando foi o artilheiro do Mirassol na competição, com cinco gols. O atacante, inclusive, balançou as redes contra o Corinthians, em chute de fora da área.

O novo reforço santista atuou apenas em três jogos pelo time B do Santos, que disputa a Copa Paulista. Titular absoluto desde que foi contratado, ele marcou um gol e deu uma assistência.

Dirigentes do clube fizeram questão de acompanhar os jogos do time B no estádio para poderem avaliar Zé Roberto. Apesar de Diego Cardoso, seu companheiro de ataque, ter participado de treinamentos com o elenco profissional na semana passada, o novo reforço é visto com mais potencial pelos profissionais do clube.

Zé Roberto ficará por empréstimo no Santos até o fim deste ano, quando também termina o seu vínculo com o Bahia. Antes de atuar no time B do clube paulista, o atacante já havia sido emprestado para Ponte Preta, Mirassol e Criciúma.

O ataque do Santos tem tirado o sono do técnico Levir Culpi. Quando o assunto é o desempenho do ataque, o Alvinegro tem desempenho parecido com aqueles que brigam contra o rebaixamento. A equipe santista marcou apenas 23 gols e, ao lado de Vitória e Vasco, possui o quarto pior ataque da competição. Hoje, o setor ofensivo da Vila Belmiro supera somente três times que lutam contra o rebaixamento: Coritiba, Atlético-GO e Avaí.

A crise de gols pressiona o técnico Levir Culpi a mexer no ataque. O treinador definiu o trio titular com Ricardo Oliveira, Copete e Bruno Henrique, mas pode fazer alterações para os próximos jogos – contra Corinthians, dia 10, pela 23ª rodada do Brasileiro, e Barcelona, do Equador, no dia 13, em Guayaquil, válido pelo jogo de ida das quartas de final da Copa Libertadores.

Já existe uma pressão interna para que o atacante Nilmar inicie os jogos como titular na vaga de Ricardo Oliveira. O ex-atacante de Corinthians e Internacional tem se destacado nos treinamentos, chegando a fazer até gol de bicicleta, mas Levir Culpi ainda deve apostar no "pastor santista". Kayke, por sua vez, corre por fora na briga.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos