Advogado do "caso Cinira", da era Aidar, terá de pagar R$ 900 mil ao SP

Pedro Lopes

Do UOL, em São Paulo

  • André Lucas Almeida/Futura Press/Folhapress

    Aidar e Cinira Maturana no CT da Barra Funda; clube venceu ação contra advogado

    Aidar e Cinira Maturana no CT da Barra Funda; clube venceu ação contra advogado

José Cortez, advogado que ganhou notoriedade por seu envolvimento no "caso Cinira", perdeu uma ação na Justiça e terá de ressarcir R$ 900 mil ao São Paulo. Na época em que surgiram as denúncias contra a então namorada do presidente Carlos Miguel Aidar, um documento do escritório de Cortez fez referência a um pagamento de comissão à empresária. A descoberta do caso, entre outros envolvendo a parceira do cartola, ajudaram tirá-lo do poder no clube.

Para ler esta notícia na íntegra, além de outras histórias exclusivas de bastidores do futebol, acesse a coluna De Primeira.
 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos