Com Corinthians 100% nos jogos grandes, Gabriel vê força da camisa presente

Dassler Marques

Do UOL, em São Paulo

  • Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians

    Gabriel é um dos titulares do Corinthians, líder do Brasileirão

    Gabriel é um dos titulares do Corinthians, líder do Brasileirão

Três vitórias em três clássicos e ainda mais três pontos no duelo direto com o vice-líder Grêmio. Com esse retrospecto de 100% nos considerados jogos grandes do Brasileirão, o Corinthians se volta a mais um confronto com essa característica: domingo, diante do Santos, na Vila Belmiro. 

A luta pela recuperação da equipe na primeira posição do Brasileiro passa pelo duelo contra o rival santista, o que para o volante Gabriel é bom sinal. Ele identifica essas partidas como um estímulo para a sequência da competição e, além disso, enxerga a "força da camisa" corintiana como um fator diferencial. 

"O Corinthians cresce nessas partidas pela camisa, pela imposição que temos de jogar esses jogos decisivos, esses jogos grandes. São jogos em que o jogador que tem vontade de vencer, que tem personalidade, gosta de jogar. Nossa equipe tem isso de sobra, não só de quem entra em campo, mas os suplentes, quem não vem sendo relacionado. Tem essa gana e personalidade, facilita. Além disso, o nível de treino é sempre alto, você aumenta a intensidade para se impor no jogo", comentou Gabriel nesta quarta-feira. 

O volante ainda foi questionado sobre a diferença em relação ao Grêmio. Enquanto o Corinthians tem seis clássicos no Brasileirão, o concorrente ao título não tem nenhum, pois o rival Internacional está na Série B. "Acredito que não [é uma vantagem gremista]. A nossa equipe vem mostrando muita força nos clássicos e isso nos dá um gás a mais para jogar. Uma vitória no clássico vale muito em questão psicológica, em moral de equipe. As vitórias vindo podem ser positivas para nossa equipe. Estamos bem preparados para pegar o Santos e fazer um grande jogo na Vila", acrescentou. 

A invencibilidade em clássicos, por sinal, não é exclusividade do Corinthians no Campeonato Brasileiro. Em nove jogos contra os rivais neste ano, sendo oito oficiais, nenhum acabou em derrota. "Seria muito importante para nós também, uma coisa para ficar na história, uma marca. Mas é jogo a jogo, depende do dia de cada um. Eu vejo a equipe preparada. Não pensamos muito em invencibilidade, mas lógico que queremos vencer sempre. A vontade de entrar nesses jogos com muita concentração nos facilita", falou. 
 
Gabriel realizou trabalhos internos nos últimos dias e só foi a campo nesta quarta. Ele destacou a importância do período sem jogos para recarregar as baterias. "Individualmente foi muito bom. Eu vinha de um desgaste grande, então aproveitei os dias sem jogos para poder descansar, para fortalecer, recuperar o que tenho. A partir de amanhã, com a volta dos jogadores das suas seleções, a equipe toda estará completa no campo para um treino mais intenso".

 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos