Presidente faz acordo com Fla e põe estádio próprio como prioridade no Flu

Leo Burlá e Rodrigo Mattos

Do UOL, no Rio de Janeiro

  • Divulgação

    Pedro Abad, presidente do Flu, tem estádio como prioridade número 1 de seu mandato

    Pedro Abad, presidente do Flu, tem estádio como prioridade número 1 de seu mandato

O Fluminense age silenciosamente, mas trabalha para colocar de pé o projeto de seu estádio próprio, sonho número 1 do presidente Pedro Abad para a sua gestão. Apesar dos graves problemas financeiros enfrentados, a empreitada é encarada com otimismo.

Para que o desejo se torne realidade, o Tricolor conta com uma espécie de acordo de colaboração com o Flamengo. As partes chegaram a um consenso, decidiram que não haverá concorrência pelo mesmo terreno e que com assunto será decidido conjuntamente. O Flu tem quatro áreas em pauta, mas mantém em sigilo as localidades. No último ano de seu mandato, o ex-presidente Peter Siemsen apresentou um projeto, mas o plano empacou.

Apesar de rubro-negros e tricolores aguardarem por um desfecho da nova licitação do Maracanã, o sonho da casa própria segue a todo vapor, tanto que as duas diretorias mantêm conversas coletivas com as autoridades competentes.

A ideia de um estádio novo que reúna a dupla Fla-Flu é hipótese descartada. Uma parceria para gerir o Maracanã agrada mais ao Fluminense do que ao Flamengo - há quem recuse a ideia na diretoria rubro-negra.

Para os tricolores, a parte considerada mais difícil é achar o terreno considerado perfeito para erguer a sua casa. O clube, no entanto, considera que a Prefeitura do Rio está disposta a ajudar a solucionar a questão. Além da boa recepção do prefeito Marcello Crivella, os tricolores contam com o auxílio do secretário municipal de Urbanismo, Infraestrutura e Habitação, Índio da Costa, e do subsecretário de Habitação Carlos Portinho.

O tema já causou ruptura na cúpula da atual diretoria, que não gostou do vazamento de imagens do possível estádio no Parque Olímpico, na Barra da Tijuca. Com a divulgação prematura por parte de Pedro Antonio, Abad optou pela não continuidade do ex-vice de Projetos Especiais no cargo. 

Por causa dos altíssimos custos do Maracanã, o Flu ensaiou um retorno a Edson Passos, de propriedade do América. Com a resposta tímida da torcida e o receio com a onda crescente de violência, o clube conseguiu uma diminuição radical de custos para atuar no Maracanã até o fim de 2017. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos