Bressan se recupera na ausência de Geromel e "vira página" no Grêmio

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

  • Lucas Uebel/Grêmio

    Bressan ganha força com apoio de Renato Gaúcho no Grêmio e rendimento cresce

    Bressan ganha força com apoio de Renato Gaúcho no Grêmio e rendimento cresce

Bressan deu a volta por cima. Prestes a disputar o quarto jogo seguido pelo Grêmio, o zagueiro viu as contestações arrefecerem graças a bom desempenho e apoio coletivo. Às vésperas da volta do titular da posição, Pedro Geromel, o jogador que antes foi duramente criticado agora está plenamente recuperado dentro e fora do campo.

A sequência de Bressan começou no segundo jogo da semifinal da Copa do Brasil, diante do Cruzeiro, e seguiu com as partidas contra Atlético-PR e Sport. Neste sábado, ele estará em campo no duelo com o Vasco – pela 23ª rodada do Brasileirão.

O desempenho no Mineirão, mesmo com eliminação, foi o tíquete para a vida nova. Bressan foi elogiado pela segurança e boa atuação. Foi, aliás, um dos mais lembrados em uma noite que o Grêmio não conseguiu aplicar sua proposta de jogo ofensivo e agressivo.

No ano, Bressan já acumula 12 partidas pelo Grêmio. Ele voltou do empréstimo ao Peñarol ainda no primeiro semestre e foi mantido no clube a pedido de Renato Gaúcho.

"Depois de cada jogo o pessoal da análise de desempenho tem os lances ou o jogo inteiro. Eu olho, quem procura evoluir pode ver. Sempre tive isso comigo, temos de ir atrás da perfeição. Não vamos alcançar, mas vamos evoluir. Tem de se doar 110% do tempo. O fato de precisar se cuidar, se aprimorar, é importante. Eu evoluí muito", disse Bressan à Grêmio TV.

A restrição de boa parte da torcida do Grêmio, até algumas semanas atrás, tinha muito a ver com o jogo diante do Vitória, no ano passado, em Porto Alegre. Naquela partida, o zagueiro falhou no primeiro gol do time baiano e se envolveu em lance polêmico que acabou em pênalti. O árbitro do jogo, Sandro Meira Ricci, expulsou Bressan. Recentemente ele pediu desculpas por meio de terceiros, segundo o jogador do Tricolor.

"De certa forma foi injusto. O juiz que me expulsou contra o Vitória falou com os guris, pediu desculpas a eles porque ele contou que reviu o lance e ele viu que errou. Enfim, faz parte. Paguei um pouco por isso, mas fez eu ficar mais forte. Cresci muito nesse ano", contou.

Para Renato e a diretoria, Bressan é um exemplo no dia a dia pela dedicação e empenho. Também por conta da postura do zagueiro houve um movimento público de defesa às vésperas do jogo em Belo Horizonte. Passada a atuação, o jogador foi elogiado.

No sábado, o Grêmio enfrenta o Vasco em São Januário e a partida terá um caráter de ensaio geral. Tudo por conta da partida diante do Botafogo, na quarta-feira que vem, pelas quartas de final da Libertadores. O plano do Tricolor é contar com Geromel no Engenhão, mas antes Bressan terá mais um jogo para comprovar que as críticas foram pesadas e a fase é outra.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos