Por que um fã paraguaio de Romero fez uma camisa de plástico do corintiano

Leandro Carneiro

Do UOL, em São Paulo

  • Acervo Pessoal

    Camisa feita de plástico

    Camisa feita de plástico

O paraguaio Milner tem oito anos – fará nove no próximo mês. Tudo que ele queria era uma camisa da seleção de seu país. Mas não qualquer camisa, e foi exatamente isso que o transformou em celebridade na web. Fã do atacante corintiano Ángel Romero, o garoto ganhou do pai um uniforme com o número 10, que tem sido usado na equipe nacional por Derlis González. Em vez de comemorar o presente, preferiu vestir um saco plástico com o desenho do 11 de seu ídolo. Foi o suficiente para viralizar a ponto de chamar atenção do time paulista, que publicou a imagem em seu perfil na rede social Twitter.

"Eu comprei a camisa para ele e ele não gostou. Queria a do Romero. Como eu comprei a 10, ele encontrou a sacola plástica não sei onde e fez a camisa do Romero com nome e número 11", relatou ao UOL Esporte o pai do garoto, Isabelino Alvarenga.

A história começou quando o pai de Milner resolveu levar sua família para o jogo contra o Uruguai, na última terça-feira (05), válido pelas Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo de 2018. No entanto, a primeira frustração veio na hora de comprar os ingressos: as entradas estavam esgotadas. A solução de Alvarenga para amenizar a tristeza foi comprar camisas da seleção para toda a família. Foi aí que aconteceu a segunda decepção do garoto.

Acervo Pessoal

Milner teve ajuda da irmã mais nova para confeccionar a camisa. O pai não foi responsável sequer pela imagem que viralizou: "Eles usaram meu celular para tirar a foto quando eu estava descansando. Mais tarde, quando eu encontrei, postei no Facebook".

O garotinho é fã de Romero desde os tempos de Cerro Porteño. Alvarenga disse que quando o atacante trocou os paraguaios pelo Corinthians foi uma tristeza para o pequeno, que passou a acompanhar todos os jogos do time paulista.

"Ele é fã desde que o conheceu na seleção. Quando ele [Romero] foi embora para o Brasil, ficou louco. Milner não perde uma partida do Corinthians, sempre quer ver os jogos", disse.

Segundo o pai, a paixão aconteceu porque Milner se identificou com o estilo do atacante. "Ele me falou: 'Ángel Romero se parece comigo, papai'. Depois, deu risada e não parou de segui-lo", contou Alvarenga.

De acordo com o pai, a escolha da camisa 10 como presente original foi apenas uma questão logística: ele não conseguiu encontrar uma versão do uniforme com o número 11, que foi usado por Romero na partida contra o Uruguai.

Ligação inesperada

Depois de ver a repercussão, o garotinho teve a primeira oportunidade de falar com o seu ídolo. Uma ligação, promovida pelo jornal paraguaio A Cronica, foi feita enquanto o menino jogava futebol na última sexta-feira.

A informação foi confirmada pelo pai do menino que revelou que um convite foi feito para que ele viesse a uma partida do Corinthians em Itaquera. "Agora ele está feliz, muito emocionado", disse.

Segundo apurou o UOL Esporte, o departamento de comunicação do Corinthians está tentando viabilizar a vinda do menino.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos