"Saiu porque quis". Presidente do Real diz como foi a despedida de Casillas

Do UOL, em São Paulo

  • Stefano Rellandini/Reuters

Nesta sexta-feira (8), o presidente do Real Madrid, Florentino Pérez, falou, em entrevista a rádio espanhola Cadena Ser, sobre a saída de Iker Casillas, em 2015, rumo ao Porto.

Ao ser perguntado sobre o goleiro, Pérez fez questão de deixar claro que a decisão foi do próprio jogador. "Ele saiu porque quis e foi para onde quis", disse. Ainda assim, ele acredita que muitos torcedores o culpam pela ida de Casillas a Portugal. "Aqui, quando um jogador se vai, a culpa é sempre minha", falou.

Depois, Florentino Pérez falou sobre a forma que Casillas, um dos maiores ídolos da história do clube merengue, escolheu para se despedir. "Ele pensou que a melhor maneira de se despedir era lendo uma carta, o que foi um desastre. Eu o chamei à noite para que no dia seguinte fosse se despedir dos troféus e da torcida", contou. 

No entanto, o presidente disse que tem uma promessa pendente para ser cumprida quando o goleiro se aposentar. "Temos uma partida pendente, mas ele disse que prefere que seja marcada quando deixar o futebol. Estávamos comprometidos com o Porto, mas entendemos que ele queria renovar por mais um ano", disse.

Por fim, Florentino disse que gostaria que Casillas assumisse, no futuro, o papel de embaixador do Real Madrid. "Embaixador? Ficaria encantado, como é Raul, entre outros. Ele está no coração de todos os torcedores madridistas", finaliza. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos