Para mim é difícil jogar ao lado de Messi, admite Dybala

Do UOL, em São Paulo

  • Massimo Pinca/Reuters

Paulo Dybala atuou duas vezes ao lado de Lionel Messi na última semana, pelas Eliminatórias da Copa do Mundo, e teve atuações discretas. Em entrevista coletiva antes da partida entre Barcelona e Juventus, pela estreia da fase de grupos da Liga dos Campeões, o atacante admitiu que as semelhanças futebolísticas entre os dois dificultou um entrosamento na seleção argentina.

"Ele joga na minha posição e posso aprender muitas coisas dele: como ele interpreta o jogo, como ele pensa, como ele vê os movimentos dos companheiros. Isso pode me ajudar muito no futuro. É difícil jogar com ele porque jogamos na mesma posição, mas, em qualquer caso, tenho que me adaptar a ele e tenho que fazê-lo sentir-se confortável", disse Dybala.

O jogador ainda comentou sobre um possível interesse do próprio Barcelona em seu futebol. "Estou muito bem na Juventus e tenho a responsabilidade de usar a camisa 10. Não sei o que acontecerá no futuro e nem se houve interesse. Ninguém me disse nada, só me disseram que querem que eu forme parte do projeto. Até que a Juventus e o presidente me queiram eu estarei aqui."

Sobre o Barcelona, Dybala crê que a saída de Neymar não facilita as coisas para a Juventus. "O Barcelona perdeu um jogador muito importante como Neymar, mas o substituiu com outro de grande qualidade. O Barcelona é sempre o Barcelona. Acho que está se defendendo melhor. Temos que nos defender e não deixar seus jogadores livres porque alguns podem nos causar muito dano. O resultado de amanhã pode ser muito importante para nós, se nos for favorável."
 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos