Presidente do Atlético-PR é punido e terá de indenizar árbitro de Atletiba

Napoleão de Almeida

Colaboração para o UOL

  • Reprodução

    Justiça determinou que Petraglia indenize árbitro por ofensas

    Justiça determinou que Petraglia indenize árbitro por ofensas

O presidente licenciado do Conselho Deliberativo do Atlético Paranaense, Mario Celso Petraglia, foi processado por ofensas e perdeu a ação já em segunda instância para o árbitro Rafael Traci. Ele apitou a decisão do Campeonato Paranaense de 2016, na partida em que o Atlético venceu o Coritiba por 3 a 0, ocasião das ofensas.

Traci também foi o quarto árbitro do polêmico "Atletiba do YouTube", cancelado por falta de credenciamento.

Segundo a petição, Petraglia se dirigiu a Traci ao final do jogo, já nos vestiários, gritando "Seus 'bruxos', seus vagabundos, vocês vieram premeditados para nos roubar (sic), vocês são um bando de ladrões". A ação levou até a súmula do jogo, com relato policial, como prova. O árbitro pediu R$ 20 mil de indenização, mas a Justiça, já na turma recursal e em decisão definitiva, determinou o pagamento de R$ 8 mil e custas de honorários para que Petraglia pague, alegando "dano moral evidente" e indenização que "não se mostra irrisória, nem exorbitante".

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos