Sandro, segurança do Inter, é só alegria. Seu filho vai jogar no clube

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

  • Reprodução/Instagram

    Thales e o pai, Sandro, nos tempos em que o zagueiro ainda estava na base do Inter

    Thales e o pai, Sandro, nos tempos em que o zagueiro ainda estava na base do Inter

Sandro Dorival de Matos era só alegria no CT do Internacional na manhã de terça-feira (12). E não era só pela boa fase do time vermelho ou a tranquilidade conquistada após um início turbulento de Série B. O segurança estava feliz pela chance que o filho ganharia. Ele é pai (juntos na foto abaixo) do zagueiro Thales, de 24 anos, que foi chamado de empréstimo ao CSA-AL para compor o elenco vermelho.

"Ele está bem lá, é o melhor momento da carreira dele", disse. "Claro que quer vir. Mesmo bem lá, aqui é o Inter, o clube dele", completou. "Eu torço pelo que for melhor para ele, sempre", acrescentou.

As breves palavras em bate-papo com a reportagem entre a sala de entrevistas e o campo do CT não escondiam a alegria de rever o filho e reviver a batalha que foi construir uma carreira no futebol. A família humilde se esforçou muito para que Thales conseguisse tornar-se profissional. Do dinheiro contado para passagem de ônibus até caminhadas que cruzavam a cidade dos treinos do São José-RS, onde iniciou a carreira, até a casa.

Antes do Inter, o jovem que mede 1,86 ainda passou também pelo Cerâmica, de Gravataí, na região metropolitana de Porto Alegre. Chegou ao clube da capital depois de bons desempenhos, no ano de 2010.

Alisson Frazão/CSA
Thales em ação pelo CSA, terceiro clube que ele se destacou emprestado pelo Inter

Firmou-se na base do clube e ganhou espaço aos poucos. Em 2013, fazia parte do time Sub-23 e completava o time no principal eventualmente. As idas e vindas entre base e principal tiveram fim em 2014, quando o técnico Abel Braga o firmou no time de cima.

"Eu falei agora para o garoto Thales que ele não vai descer mais [para base]. Tem ido muito bem, um futuro brilhante, o Inter está muito bem servido na posição", disse Abel em janeiro daquele ano.

Rendimento fora chamou atenção

O problema é que, depois da temporada 2014, Thales saiu para três empréstimos. O primeiro foi no Bahia, onde foi campeão baiano de 2014. Em seguida, foi para o Atlético-GO, onde conquistou a Série B do ano passado. Agora no CSA, ele foi vice-campeão alagoano e eleito melhor zagueiro da competição.

Recentemente, era titular do time de lá na fase positiva da equipe na Série C. Marcou um dos gols na vitória por 2 a 0 sobre o Salgueiro, na penúltima rodada, e viu sua equipe conquistar vaga às quartas de final da competição, ficando a dois jogos de subir de divisão. Mas atendeu o chamado do Inter imediatamente.

Thales será integrado ao elenco principal já na quarta-feira. Sua utilização depende da regularização e pode ocorrer a partir do fim de semana, quando o Inter enfrenta o Figueirense. Com contrato até outubro de 2018, o jogador também vê a possibilidade de renovar seu vínculo com o clube. O rendimento pode garantir espaço e a ampliação da ligação que vai além dos gramados.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos