Após dilema com Barça, Coutinho é "abraçado" em Liverpool e mantém silêncio

Caio Carrieri

Colaboração para o UOL, em Liverpool (Inglaterra)

  • Phil Noble/Reuters

A torcida do Liverpool recebeu Phillipe Coutinho de braços abertos e com muitos aplausos na estreia do brasileiro pelo clube na temporada. No empate em 2 a 2 com o Sevilla, nesta quarta-feira, pela abertura do Grupo E da Champions League, o camisa 10 voltou ao Anfield depois de tentar forçar a saída para o Barcelona na última janela de transferências e ver os Reds recusarem seguidas propostas dos catalães – sendo a última de 160 milhões de euros (R$ 590 milhões).

Apesar de Coutinho ter formalizado o pedido de transferência poucos dias antes do debute da equipe na atual campanha, os torcedores no mítico estádio mostraram por que são conhecidos pela extrema lealdade mesmo em momentos difíceis. O titular de Tite sentiu na pele o lema do clube, "You will never walk alone" ("Você nunca caminhará sozinho", em tradução livre).

Logo no anúncio da escalação, uma vibração intensa seguiu o nome do Pequeno Mágico, alcunha que ganhou no noroeste da Inglaterra. Ele foi o último da lista, pois começou no banco de reservas – o egípcio Mohamed Salah, autor de um dos gols, formou o tridente ofensivo ao lado do senegalês Sadio Mané e de Roberto Firmino. O atacante brasileiro também deixou a sua marca, mas desperdiçou um pênalti quando os donos da casa venciam por 2 a 1, na primeira etapa.

Quando Jürgen Klopp chamou Coutinho, a 18 minutos do fim, Joaquín Correa empatou com toque de extrema classe na saída de Lorius Karius. Enquanto o técnico alemão orientava um dos reservas da noite, Anfield explodiu ao ver Coutinho na beira do campo. Dentro do gramado, o meia pouco fez para retribuir o carinho oriundo das cadeiras. Com ritmo muito abaixo dos demais, pouco pegou na bola e, em rara jogada individual, perdeu a bola facilmente – para instantâneo aplauso dos fãs.

"É sempre bom jogar ao lado dele. É um dos nossos melhores jogadores, então não tenho dúvida de que será importante para nós na temporada", projetou Sadio Mané ao UOL Esporte, após o apito final.

Dos vestiários, Coutinho saiu escoltado por um assessor do Liverpool e não parou para atender a imprensa. Ao ouvir os repórteres pedindo que dedicasse um tempo para entrevistas, sorriu constrangido e se dirigiu para a porta de saída.

Assim, o meio-campista segue sem se pronunciar desde que manifestou o interesse de defender o Barça, mesmo tendo renovado o contrato até 2022, em janeiro deste ano, sem cláusula de rescisão.

Entre o fim de agosto e começo de setembro, Coutinho esteve com a seleção brasileira. Em Porto Alegre, onde o Equador foi a vítima, deixou o estádio por uma saída alternativa para não encarar as câmeras e microfones. De Barranquilla, na Colômbia, onde o Brasil empatou, embarcou em um jatinho direto para Inglaterra, acompanhado dos outros brasileiros que atuam na Premier League. Em ambas as partidas, Tite o lançou no segundo tempo.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos