Alô, mãe: marca registrada de G. Jesus era brincadeira e virou até tatuagem

Caio Carrieri

Colaboração para o UOL, em Manchester (ING)

  • Alex Livesey/Getty Images

A cena parece corriqueira: o filho sai de casa durante o dia e, com o cair da noite, a mãe tenta contato para assegurar que tudo está bem. Sem retorno no telefonema, ela se preocupa e busca outros meios para sossegar. Ligar para os amigos do filho se torna a primeira alternativa e, quando um deles atende a chamada, o celular é logo repassado de mão em mão e, do outro lado da linha, surge a frase tranquilizadora: "Alô, mãe!?".

O relato seria apenas mais um no cotidiano de uma família, se o protagonista não fosse o camisa 9 da seleção brasileira e destaque da liga de futebol mais poderosa do mundo. E a marcação firme de Vera Lúcia, que poderia ser motivo de incômodo para Gabriel Jesus, transformou-se primeiro em brincadeira da turma mais próxima com a chefe de família, e depois virou marca registrada do atacante do Manchester City. A cada gol, seja na Inglaterra ou sob o comando de Tite, o jovem de 20 anos usa o polegar e o dedo mindinho para imitar um telefone com a mão rente à orelha.

Instagram/Reprodução
"Sempre que o Gabriel voltava ao Peri para visitar, ele não atendia a mãe dele. Logo em seguida era para nós que ela ligava, e já falávamos que ele iria ter de aguentar a bronca, porque era perigoso ficar lá àquela hora. Imagina ele, já famoso, na rua às 11 da noite", conta ao UOL Esporte Higor Braga, 19 anos, um dos melhores amigos e que vive com o pupilo de Guardiola em Manchester.

"Ela é tão rígida com nós quanto é com o Gabriel. Se sair da linha, ela já dá bronca", relata Fabio Lucio, 20, outro amigo que divide apartamento com o atacante na Inglaterra.

Nascido e criado no Jardim Peri, bairro humilde da zona norte de São Paulo, Gabriel Jesus, caçula de quatro irmãos, não conheceu o pai, que abandonou a família quando Vera Lúcia estava grávida dele. Por mais rigorosa que tenha sido a educação da então empregada doméstica, o jogador demonstra imensurável amor e carinho pela maior referência de vida dele.

A admiração pela "Dona Vera", como ele respeitosamente a menciona, está estampada na pele em mais de uma tatuagem. Além da marca registrada "Alô, mãe", Gabriel também eternizou um desenho do rosto dela no braço esquerdo, além de uma frase em homenagem no antebraço.

Brincadeira já contagia elenco do City

Twitter/Reprodução

O plantel do Manchester City entrou no embalo da comemoração de Gabriel Jesus. Após a goleada por 5 a 0 sobre o Liverpool, em 9 de setembro, quando o brasileiro anotou dois gols, o belga Kevin De Bruyne brincou com a celebração. "Me ligue se você precisar de outra assistência", escreveu o meio-campista no Twitter.

Com ou sem passe de De Bruyne, Gabriel Jesus vive grande fase no futebol inglês. É o vice-artilheiro da Premier League, com quatro gols em cinco jogos. Só fica atrás do companheiro Sergio Aguero e de Romelu Lukaku, ambos com cinco. Os times de Manchester dividem a liderança da competição. Na sua estreia na Champions League, ele balançou a rede uma vez na tranquila vitória por 4 a 0 sobre o Feyenoord (HOL) fora de casa, no último dia 13.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos