Garotinha com doença rara e "adotada" por Dudu morre em hospital

José Edgar de Matos

Do UOL, em São Paulo (SP)

  • Arquivo Pessoal

    Rafaela faleceu nesta terça-feira

    Rafaela faleceu nesta terça-feira

A garotinha Rafaela, de apenas 3 anos e que ganhou a atenção de palmeirenses ao ser "adotada" pelo meia Dudu, morreu nesta terça-feira após ser internada na UTI de um hospital goiano com um quadro de pneumonia. A menina possuía uma rara doença muscular conhecida como Atrofia Muscular Espinhal (AME) tipo1, e só respirava com a ajuda de aparelhos.

A informação do óbito foi confirmada pelo UOL Esporte com familiares. A história de Rafaela comoveu o meia Dudu, que fez um leilão em suas redes sociais para ajudar na campanha de arrecadação para o tratamento da garota.

Os pais precisavam juntar uma quantia de R$ 3 milhões para financiar toda a medicação necessária, produzida nos Estados Unidos.

O próprio meia palmeirense tratou de se manifestar nas redes sociais depois de saber do falecimento de Rafaela. Dudu usou o Instagram para se despedir da menina que "adotou" e passar uma mensagem de conforto aos familiares – o jogador é amigo de infância do sobrinho do pai da garotinha, Maurício.

"A pequena Rafa foi guerreira e lutou muito, mas agora está descansando em paz. Que Deus a receba com bastante amor e conforte o coração dos familiares e amigos", escreveu o jogador.

A campanha para financiar o tratamento ganhou repercussão com a ajuda do jogador e da reportagem do UOL Esporte. O camisa 7 cedeu a camisa utilizada na vitória sobre o Atlético Tucumán-ARG para o leilão. Em um dia, mais de R$ 30 mil foram doados para a menina.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos