Daniel Alves rebate Forlán e diz que não impediu Cavani de cobrar a falta

Do UOL, em São Paulo

  • AFP

Daniel Alves usou as redes sociais para rebater Diego Forlán. Na quarta-feira, Forlán defendeu o compatriota Edinson Cavani e criticou a conduta do lateral brasileiro, que teria segurado a bola para entregar a Neymar.

Nesta quinta-feira, Alves disse que não impediu Cavani de bater a falta e que sua ideia era ser o cobrador. O bate boca em campo aconteceu durante partida do PSG contra o Lyon, pelo Campeonato Francês.

A resposta de Daniel Alves para Forlán foi em tom irônico.

"Eu não sei o jogo que você viu, mas para sua informação, eu não tirei a bola de nenhum companheiro. Ao contrário, me tiraram", escreveu Alves.

"E também para o seu conhecimento, o último gol de falta do PSG quem fez fui eu...assim encerra o assunto e deixe de fazer polêmica com meu nome".

Forlán considerou que Alves teria se portado como um escudo de Neymar.

"Se é um problema entre eles [Cavani e Neymar], que é normal, não faz sentido que o Daniel Alves se meta no assunto como se fosse um intrometido", disse Forlán ao caderno Ovación, do jornal uruguaio "El País".

"Eu fico com raiva e me ponho no lugar do Edi [Cavani] porque o Daniel Alves no momento da definição do cobrador se preocupou em pegar a bola, como se fossem meninos, porque queria passar a bola para o Neymar. Somos pessoas grandes", acrescentou o atacante de 38 anos.

Forlán acredita que Neymar deveria pensar mais no coletivo do PSG. O status de mais caro do mundo não pode dar o direito de mandar nos demais, frisa Forlán.

"Ele chega como o atleta mais caro da história, mas tem que respeitar o Cavani. Neymar não faria isso se fosse o Messi".

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos