Fabio Ferreira intima Ponte para ser reintegrado e ameaça ir à Justiça

Bruno Thadeu e Marcello De Vico

Do UOL, em São Paulo e Santos

  • Reprodução

    Fábio Ferreira vem treinando separadamente do restante do elenco da Ponte Preta

    Fábio Ferreira vem treinando separadamente do restante do elenco da Ponte Preta

Afastado do elenco desde o fim do Campeonato Paulista, o zagueiro Fábio Ferreira notificou a Ponte Preta alegando assédio moral e atraso no pagamento de três meses de direito de imagem. Apontado pela torcida como um dos culpados pela perda do título paulista de 2017, o jogador de 32 anos vem há um bom tempo treinando separadamente do restante do elenco.

De acordo com Thiago Rino, advogado de Fábio Ferreira, a Ponte Preta já foi notificada, mas nada mudou. Caso a decisão da diretoria alvinegra não seja revista, o zagueiro deve entrar na Justiça para receber os atrasados e para assegurar o direito de ser reintegrado.

"A gente notificou o clube para reintegrá-lo ao elenco e, até o momento, passados cinco dias, não reintegraram e não fizeram os pagamentos do que está em aberto. Estão querendo sentar com ele para fazer a rescisão e ele já decidiu que não será feita, por hora. Então provavelmente estaremos entrando na próxima semana para, além de cobrar a Ponte para que o reintegre, pedir judicialmente que o juiz determine que ele seja reintegrado", disse ao UOL Esporte.

Fábio Ferreira disputou apenas cinco partidas na atual temporada. Ele não entra em campo desde 30 de abril, quando a Ponte Preta perdeu para o Corinthians por 3 a 0 no primeiro jogo da final do Campeonato Paulista, no Moisés Lucarelli.

"Treinando separado, isso configura crime, assédio moral, dá causa de rescisão de contrato, uma série de coisas. E não bastasse estar afastado, pararam de pagar a imagem dele, que é 90% do salário dele. Pararam de pagar só para judiar. Ele está sem receber a imagem de junho, julho, agosto e agora está vencendo setembro, e não recebeu a premiação do Paulista. Todos receberam, menos ele. E estão tentando de toda forma exigir que ele peça rescisão", finaliza.

Fábio Ferreira chegou a ser titular absoluto da Ponte Preta em 2016, quando disputou 50 partidas com a camisa alvinegra. Porém, foi perdendo espaço aos poucos e, nesta temporada, passou a figurar mais no banco de reservas - até deixar de ser aproveitado depois da final do Paulista.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos