São Paulo paga o PSG e quita dívida com o Corinthians por venda de Lucas

Dassler Marques e José Eduardo Martins

Do UOL, em São Paulo

  • Luiz Pires/VIPCOMM

    Lucas quando defendia do São Paulo, em 2012; venda até hoje é motivo de disputa

    Lucas quando defendia do São Paulo, em 2012; venda até hoje é motivo de disputa

Depois de cinco anos, o São Paulo não tem mais dívida com o Corinthians. O Tricolor quitou o débito com o arquirrival referente à negociação de Lucas para o Paris Saint-Germain, em 2012. O Alvinegro, no caso, teria direito a 0,6% da venda do jogador por conta do mecanismo de solidariedade da Fifa aos clubes formadores.

Em agosto, o São Paulo depositou 264 mil euros (R$ 982 mil) na conta do PSG, que ficou responsável por repassar a quantia para o Corinthians. O processo foi concluído, segundo confirmaram dirigentes tricolores e alvinegros. No total, o time do Morumbi recebeu 43 milhões de euros pela negociação, a maior na história do clube.

Para conseguir ter direito à sua fatia, o Corinthians precisou comprovar que Lucas jogou nas categorias de base do clube dos 10 aos 13 anos e abrir o processo na Fifa. O Alvinegro não é o único interessado em receber uma parte da negociação.

O empresário do jogador, Wagner Ribeiro, entrou com um pedido na Justiça para que o São Paulo explique como foi feita a divisão do valor recebido na negociação. O agente diz não ter ganhado nada pela transação e em processo que corre na Justiça é cobrado por outro empresário, chamado Julio Davini, que afirma ter direito a um percentual na verba. 

Coincidentemente, em momentos distintos, São Paulo e Corinthians se enfrentam neste domingo, às 11h, no Morumbi. O time da casa ocupa a 17ª colocação na tabela e tenta fugir da zona do rebaixamento. Já os visitantes são os líderes isolados na competição, com 53 pontos. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos