Com 10 de Xerém, Flu atinge "façanha" que Conca, Fred e cia. não alcançaram

Leo Burlá

Do UOL, no Rio de Janeiro

  • Nelson Perez/Fluminense F.C.

    Pedro e Nogueira festejam a vaga: dupla formada no Flu fez o que Conca não conseguiu

    Pedro e Nogueira festejam a vaga: dupla formada no Flu fez o que Conca não conseguiu

A heroica classificação do Fluminense em Quito foi obtida com uma receita caseira. Para superar a LDU, o Flu abusou de um ingrediente exclusivo do clube: Xerém. Dos 14 jogadores que participaram da partida, nada menos que dez foram revelados pelas categorias de base do clube. Trocando em miúdos, 71% dos que participaram da jornada vitoriosa na capital equatoriana têm o DNA tricolor.

Algoz tricolor nas finais da Copa Libertadores de 2008 e da Copa Sul-Americana do ano seguinte, a LDU tinha levado a melhor sobre o Tricolor em um momento em que os cariocas esbanjavam dinheiro e craques (leia abaixo as escalações). O único jogador que esteve presente nas duas derrotas decisivas foi Conca, um dos símbolos maiores dos tempos de fartura nas Laranjeiras.

Por outro lado, o excesso de jogadores formados em casa que entraram em campo na última quinta-feira revela a impossibilidade de investimentos do Fluminense atualmente. Em 2008, cinco da base entraram em campo na decisão. Já em 2009, o técnico Cuca usou um a menos na final do torneio continental.

Na última quinta, coube a Pedro, jogador com fama de artilheiro nas categorias menores, o papel de herói com o gol que desentalou a equipe equatoriana da garganta. No desembarque, o jogador falou sobre a emoção vivida na altitude da capital equatoriana.

Nelson Pérez/Fluminense FC/Divulgação
Pedro corre para celebrar o gol da classificação contra a LDU

"Foi o gol mais importante que já fiz. Estava precisando desse gol, não vinha tendo bons jogos, mas sempre dei o meu melhor. Nossa torcida merece, o clube merece tudo o que conquistamos nesse jogo. Fiquei a viagem inteira de volta comemorando", disse Pedro.

A festa, no entanto, já acabou nas Laranjeiras. A quatro pontos do Z-4, o Flu encara o Palmeiras no domingo, às 16h, no Maracanã, em busca de uma vitória que traga alívio no Campeonato Brasileiro. O time se reapresenta na manhã deste sábado para fazer a última atividade antes do jogo. Suspenso na Sul-Americana, o atacante Henrique Dourado tem presença confirmada diante dos paulistas.

A base nas decisões contra a LDU*:

Fluminense 2008: Fernando Henrique, Gabriel (Maurício), Thiago Silva, Luiz Alberto e Junior César; Ygor (Dodô), Arouca (Roger), Conca e Thiago Neves; Cícero e Washington. Técnico: Renato Gaúcho

Fluminense 2009: Rafael, Gum, Dalton, Adeílson (Ruy) e Mariano (Maurício); Diogo (Raphael Augusto), Diguinho, Conca e Marquinho; Alan e Fred. Técnico: Cuca
 
Fluminense 2017: Júlio César, Lucas, Nogueira, Frazan e Léo; Orejuela, Wendel, Douglas (Marlon Freitas) e Gustavo Scarpa; Wellington Silva (Robinho) e Peu (Pedro). Técnico: Abel Braga
 
*jogadores das divisões de base em negrito

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos